UMA PRÁTICA SIMPLES DE VISUALIZAÇÃO CRIATIVA

- Posição física: deitado em decúbito dorsal, com as mãos relaxadas e voltadas para cima.

- Perspectiva psíquica: consciência aberta, coração generoso e vontade de ser pacífico e feliz.

- Objetivo: simplesmente soltar-se no fluxo natural das energias e afrouxar a tensão psicofísica.

- Resultado: inspiração, alegria interna, relaxamento, aumento da criatividade e descanso mental.

1. Leve a atenção pacificamente para a planta do pé esquerdo e visualize ali o surgimento de uma rosa amarela em botão. Suavemente, vá desabrochando-a até abri-la completamente.

2. Faça a mesma coisa na planta do pé direito.

3. Permaneça carinhosamente prestando atenção nessas duas rosas abertas nas plantas dos pés por cerca de 1 minuto.

4. Leve a atenção para as palmas das mãos e também visualize nelas a abertura de duas rosas amarelas. Fique assim por 1 minuto.

5. A seguir, visualize mais duas rosas amarelas desabrochando, dessa feita, nos dois ouvidos. Fique assim por 1 minuto.

6. Leve a atenção para o chacra coronário (situado no meio do alto da cabeça) e visualize surgindo de dentro dele apenas uma imensa flor amarela. Ela desabrocha no alto da cabeça, mas o seu talo está baseado na glândula pineal (epífise), situada no interior da cabeça, logo abaixo dos dois hemisférios cerebrais. Fique assim por cerca de 2 minutos.

7. Finalmente, leve a atenção para o centro do peito (chacra cardíaco) e também faça surgir ali uma imensa rosa amarela. Enquanto ela desabrocha, pense ternamente em amor, luz, alegria e paz para todos os seres de todas as dimensões. Fique assim por vários minutos.

8. Sinta-se bem e agradeça silenciosamente aquele AMOR ONIPRESENTE que permeia a tudo e a todos.

9. Por favor, e por amor, faça isso com simplicidade, lucidez e alegria. Não deixe seu ego capturar seu bom humor no alçapão da ansiedade. Trabalhe com serenidade e exonere carinhosamente suas angústias internas.

Viver aqui na Terra não é fácil. Mas, é possível entrarmos na sintonia da harmonia íntima usando as flores de nossos pensamentos criativos a favor da paz, em nós e em todos!

Faça essa prática simples todos os dias. Seja feliz, pois, apesar dos problemas diários, viver (aqui, no astral ou no mental) ainda é uma maravilha. Precisamos seguir e sorrir...

Dentro ou fora do corpo, somos imortais! Isso é motivo de uma grande alegria. Alguém pode assassinar ou atropelar nosso corpo, mas continuaremos vivos, em frente, sempre...

Que essa simples prática possa ser em você a síntese de PAZ e LUZ em todos os seus pensamentos, sentimentos e energias.

Sem mais palavras: - AMOR, AMOR, AMOR...

Esta prática pode ser feita sentado, desde que as plantas dos pés não estejam aderidas ao chão e as mãos estejam com as palmas livres.

Fiz essa prática enquanto ouvia o ótimo disco de David Arkenstone, "Enchantment - A Magical Christmas"; Gravadora: Narada; série: mystique, ND-62016. As músicas 2 e 8 são maravilhosas.

Enquanto digito esses escritos, meu apartamento está preenchido de energias amorosas, não só minhas, mas também daqueles amigos extrafísicos aqui presentes. Eles, você e eu somos flores espirituais nutridas por aquele AMOR MAIOR, transcendente, sutil e silencioso, só desvendado pela luz do coração.

Há muito sofrimento espalhado pelo mundo e a violência assusta. A humanidade padece da doença do ego, por isso, tanta dor! Porém, esse amor que percebo permeando a tudo e a todos me dá esperanças de um mundo melhor. É ele que me faz escrever, vibrar, sorrir, trabalhar e aspirar o melhor para todos. É ele que me diz: "é preciso seguir e sorrir..."

Como diz o meu amigo extrafísico Sanat Khum Maat: "Para enfrentar as turbulências emocionais da vida, internas e externas, é preciso agir com eqüanimidade, paciência, discernimento, amor, alegria e coragem."

- Wagner D. Borges -
São Paulo, 22 de abril de 1999.
/*



Texto <109><23/04/1999>

ImprimirEmail