Fora do corpo

Espelhos

Espelhos, historicamente, são dispositivos mágicos usados como portais para outros mundos. Existem também numerosas superstições e antigos contos de fada preocupando-se com os desencarnados recentemente. Após uma pessoa ter morrido, todos os espelhos em sua casa eram cobertos. Isso era feito para que elas não pudessem ver a sua falta de reflexo e ficar chocadas. Outro motivo para isso era impedi-las de serem acidentalmente presas em um espelho.

Há alguma lógica nisso se você olhar para a mecânica da projeção. A morte, nos primeiros estágios, é muito semelhante a poderosa projeção em tempo real. Sendo a falta de um corpo para retornar a maior diferença.

Espíritos normalmente mantidos próximos a dimensão física, em tempo real, por uma semana ou mais após a morte. É assim até o suprimento de matéria etérea que prende o espírito ao seu corpo físico se acabe.

Durante esse período é normal para o espírito vagar entre parentes e pessoas amadas, se despedindo e se acostumando com o seu novo estado de existência. Esse processo de despedida, diminui o trauma psicológico da morte, e ajuda a preparar o espírito para o próximo estagio de existência.

O que pode acontecer com espelhos, é o seguinte: Um espírito novo pode inadvertidamente entrar em um espelho. Se isso acontecer, eles entram em um mundo de espelhos da mesma forma que aquele que faz projeção entra numa foto através da projeção em realidade virtual. Uma vez num mundo de espelhos eles geralmente não sabem onde estão, ou como sair de lá, e podem ficar presos lá pela duração de sua estada em tempo real. Isso não irá interferir com a jornada da alma. Irá apenas causar confusão por alguns dias até que ele entre no próximo estágio de existência. Embora isso possa fazer seus últimos dias próximos ao mundo físico muito confusos e interferir no processo natural de despedida.

É daí, eu acredito, de onde vem as antigas superstições. Consequentemente, na luz de meu entendimento de projeção e do processo de morte, eu acho que cobrir os espelhos após a morte de alguém é uma idéia muito boa, para o benefício do desencarnado. É melhor fazer isso por duas semanas, para se certificar.

Imprimir Email