1543 - NOITE DE ANANDA, ESTRELAS DE KRISHNA

1543 noite de ananda estrelas de krishna
 
NOITE DE ANANDA, ESTRELAS DE KRISHNA
 
É noite chuvosa.
Pela janela, eu olho para os prédios em torno...
Mas só vejo os Seus olhos de lótus através da chuva.
Então, as estrelas aparecem... dentro da minha testa!*
E eu me sinto tão feliz...
Sim, Krishna, o Seu Toque Sutil está aqui.
E também está aquele Amor incondicional...
Eu olho a noite com olhos de sol...
Porque Você está no meu olhar.
E o meu coração sente a Sua Ananda**.
Ah, Meu Amigo, nem sempre eu aguento a força desse Amor.
E essas estrelas, então?
Sou eu que rodopio em torno delas?
Ou são elas que descem em mim?
Sei lá, agora só vejo Você.
Já nem me lembro como era antes.
É noite chuvosa.
Mas o sol está em meus olhos...
E a Sua Ananda no meu coração.
Ah, Krishna, eu nem sei mais o que dizer...
Eu só sei sentir***.
 
Gratidão, Senhor dos Olhos de Lótus.
Paz e Luz.
 
Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 6 de fevereiro de 2017.
 
- Notas:
* Testa, área de ação psíquica do chacra frontal.
Obs.: Chacra Frontal - é o centro de força situado na área da glabela, no espaço espiritual interno da testa. Está ligado à glândula hipófise – pituitária - e tem relação direta com os diversos fenômenos de clarividência, intuição e percepções parapsíquicas. É o chacra da aprendizagem e do conhecimento. Em sânscrito ele é conhecido como “Ajna”, o centro de comando.
(Chacras – do sânscrito – são os centros de força situados no corpo energético e têm como função principal a absorção de energia – prana, chi – do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.
Os principais chacras são sete, que estão conectados com as sete glândulas que compõem o sistema endócrino: coronário, frontal, laríngeo, cardíaco, umbilical, sexual e básico.)
** Ananda – do sânscrito – estado de bem-aventurança; êxtase espiritual.
*** Enquanto eu passava a limpo essas linhas, rolava aqui no meu som o CD “As Coisas Simples da Vida” (novo trabalho do Hyldon, um dos grandes músicos da MPB), que está maravilhoso, cheio de canções lindas e criativas. Então, deixo na sequência o link do Youtube para uma de suas canções (faixa 3 do CD).
Vale a pena tirar um tempinho para conhecer esse trabalho (e, depois, adquirir o CD numa loja e curtir todas as músicas do mesmo).
Hyldon – “Música Bonita” -
Obs.: Deixo, na sequência, um texto antigo, pela sua ressonância espiritual com esses escritos de hoje.
 
O DERRETEDOR DE CORAÇÕES

(Quando as Covas Umbralinas Ficam Lindas Como o Azul do Céu)
 
Krishna, novamente Você derrete de Amor o meu coração.
Que coisa é essa, sutil como um afago e poderosa como um sol?
Eu o vejo agora, em meio a uma multidão de espíritos sofredores.
Como sempre, Você abraça a todos, de um a um, como iguais, como seres divinos.
E, ao abraçá-los, Você absorve a dor deles e derrete seus corações no Amor puro.
Você absorve a escuridão em torno e transforma tudo em Luz azulada.
Você parte as correntes, enquanto eles choram a dor dos esquecidos...
E eles ficam abraçados a Você, igual a crianças perdidas.
Vejo os Seus Olhos de Lótus e percebo que Você está feliz ali, naquela vala extrafísica, que antes era trevosa, e que, agora, ficou azul da cor do céu.
Govinda, Você transforma as pesadas atmosferas umbralinas* em paraíso e os espíritos cinzentos em seres de luz.
Eu o vejo aí, no meio deles e, ao mesmo tempo, aqui dentro do olho espiritual.
O Amor que derrete o coração deles é o mesmo que derrete o meu coração.
O Seu Olhar Feliz, que cura a dor deles, é o mesmo que me deixa feliz.
Você os abraça aí, e eu me sinto abraçado aqui!
Amigo querido, permita que eu relate aos homens a Sua ação amorosa nos rincões extrafísicos esquecidos, para que outros também se sintam abraçados e queridos por esse Amor tão lindo.
Sabe?... Eles choram aí, em Seu abraço cálido, e eu choro aqui também.
Mas não é por dor. É porque o meu coração se derreteu de Amor, junto.
Ao mesmo tempo, uma parte de mim observa o Seu Olhar de contentamento. Então, surge um sorriso leve e solto...
Gopala**, em meio às emoções do homem que chora e ao coração do espírito que ri, eu agradeço por Você novamente iluminar o meu dia.
Que este relato possa iluminar o dia de outros também!
 
Om Maharaja!***
Paz e luz.
 
- Wagner Borges – viajando espiritualmente nas ondas de um Grande Amor...
(Texto extraído do livro “Na Luz de Krishna” – Editora Zennex – 2005.)
 
– Notas:
* Umbralino – relativo ao Umbral extrafísico, o plano espiritual denso; plano astral inferior; inferno; hades; plano extrafísico atrasado.
** Govinda e Gopala – do sânscrito – são epítetos de Krishna, considerado como o “pastorzinho divino”, que tangencia os seres na direção da bem-aventurança – ananda – e da consciência cósmica – o samadhi, a expansão da consciência, muitas vezes associada ao despontar da aurora dissolvendo as trevas – o ego – e fazendo a atmosfera dançar na luz.
Govinda e Gopala também são considerados como mantras de dissolução de climas psicofísicos densos. Trazem alegria e espantam as confusões e equívocos.
*** Maharaja - do sânscrito, Maharaj - Grande Rei! É um dos epítetos de Krishna.

Texto <1543><15/02/2017>

ImprimirEmail