1544 - DORES DO MEU EU

1544 dores do meu eu
 
DORES DO MEU EU
 
Quando eu era meu, eu portava um cemitério dentro do coração.
Enterrei ali os destroços de minhas mágoas e os pedaços de meu ego.
Eu era coveiro de mim mesmo.
Porém, um dia (noite de minha alma), como em um filme de terror, meus fantasmas interiores saíram de suas tumbas em busca do meu eu.
Fúrias, medos, desejos de vingança, remoques e coisas reprimidas passaram a atormentar-me. Percebi que eu não era meu, eu era deles.
Fiquei horrorizado. Deus, quantas coisas enterradas em um pobre coração!
Enquanto eu flertava irresponsavelmente com meu ego, os fantasmas faziam complô no campo do coração... eles reclamavam a posse completa de minhas emoções.
Queriam tragar-me no Hades* de mim mesmo.
Lutei tenazmente contra eles. Foi duro, mas despertei!
Descobri que eu não era meu.
Eu era apenas um “pequeno eu” com pretensão de ser grande.
Curvei-me diante das evidências.
Eu era um anão espiritual com síndrome de gigante.
Grande era só meu ego, pequenas e medíocres eram minhas ações.
Revolvi os destroços de meu cemitério emocional e exumei as coisas horríveis que moravam ali.
Nesses cinzentos dias de minha alma, descobri o valor da humildade.
Percebi a força de um sorriso autêntico e a alegria de ser simples.
Despojei-me da arrogância do homem-ego e assumi a condição de simples espírito em evolução.
Deixei de ser o gigante virtual e tornei-me alguém real, cônscio das reais dimensões de meu ser.
Hoje não há mais cemitérios e fantasmas morando em mim.
Só há uma imensa vontade de servir, crescer e dizer a todos:
“Como é bom ser simples! E que gostoso é sorrir sem a carga da mágoa”.
 
- Anônimo** -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges.)

 

- Notas:
* Hades – do grego – expressão pela qual os antigos gregos denominavam o plano extrafísico denso.
Sinonímias: Umbral (espíritas), plano astral inferior (teosofistas); inferno (cristãos), Gehena (hebreus), Kama-Loka (sânscrito), plano espiritual atrasado.
** O autor deste texto é um médico extrafísico, que não quer se identificar.

Texto <1544><17/02/2017>

 

ImprimirEmail