1552 - HÁ ALGO MAIS... UM AMOR, UMA LUZ. - CXIX*

1552 ha algo mais um amor uma luz cxix
 
 
 
HÁ ALGO MAIS... UM AMOR, UMA LUZ. – CXIX*
 
“Quando você partiu, o meu mundo caiu...
E eu pensei em desistir de tudo!
Nada mais me importava e a saudade era insuportável.
Até que uma nova Luz se fez em mim.
Alguém especial veio e tocou no meu ombro.
Inundando-me de Amor.
Então, eu me ergui novamente, com novo ânimo.
Hoje, quando penso em você, só vejo a imagem de uma borboleta.
Porque eu sei que você bateu asas e voou para a Casa das Estrelas.
A minha dor se diluiu na Luz da compreensão.
Hoje eu sei o quanto vale ver além das minhas emoções...
Porque, Alguém especial tocou no meu ombro.
Então, os meus olhos brilharam como diamantes.
E, mesmo na noite, eu passei a ver um sol...
Dentro do meu coração.
Esse Alguém especial me disse:
“A lagarta virou borboleta e voou...
Pois era chegado o tempo de sua transformação.
Olhe além de sua dor e veja o sol na noite.
Ninguém morre, é só a borboleta voltando para o seu lar real.
É só o espírito viajando na Luz e se reencontrando com as estrelas.
Tire o véu da dor e da dúvida e veja o sol...
Há algo mais... Um Amor, uma Luz.”
E foi assim que eu descobri que você segue vivo, além...
Alguém especial me esclareceu e me amou no meu momento mais difícil.
Ele tocou no meu ombro e me fez renascer das cinzas da dor.
Agora, o sol está aceso no meu coração...
O seu brilho sobe até os meus olhos de diamante.
Agora eu vejo além da forma e surge a imagem da borboleta.
Então, penso em você voando e brincando com as estrelas.
Porque há algo mais... Um Amor, uma Luz.
Alguém especial me disse sobre isso...
Quando tocou no meu ombro e me inundou de Amor.”
 
P.S.:
É noite.
E a estrela já veio...
Ela me disse:
“Menino, é hora de mais um texto.
Nem pense, apenas escreva.
Sim, novamente, sobre algo mais...
Um Amor, uma Luz.”
Admirado, eu escrevi...
E esses escritos nasceram.
Atrás da estrela, eu vi alguém.
Sim, eu escrevi.
Mas esse amigo secreto me inspirou.
Ah, Ele me inundou de Amor.
E mais não sei dizer.
 
(Dedicado a Jesus, em Espírito e Verdade.)
 
Paz e Luz.
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 16 de março de 2017.
 
- Notas:
* Esse texto fará parte do segundo volume do livro “Há Algo Mais... Um Amor, Uma Luz”.
Obs.: o primeiro volume do livro está disponibilizado para download gratuito no site do IPPB – www.ippb.org.br
** Enquanto eu passava a limpo esses escritos, rolava aqui no meu som a canção “Without Your Love”, do músico inglês Roger Daltrey (o grande vocalista do The Who). Então, para quem quiser apreciar essa linda música, deixo, na sequência, os links do Youtube para três de suas versões:
Roger Daltrey – “Without Your Love” –
- Com a tradução da letra vertida para o português -
- Versão Original -
- Live -
Obs.: Enquanto eu passava essas linhas a limpo, lembrei-me de um texto inspirado do escritor espanhol J. J. Benitez, sobre o valor do tempo. Então, deixo o mesmo, na sequência, para enriquecimento desses escritos de hoje.
 
 
O TEMPO
 
- Por J. J. Benitez -
 
Ao passar os olhos pelas folhas do LIVRO INTERIOR, busquei a palavra TEMPO.
- Quem és tu? Por que nos prendes?
O GRANDE LIVRO respondeu:
- Existem tantos TEMPOS quantos degraus evolutivos.
"Olha a pedra. Seu TEMPO é só desintegração.
"Olha a flor. Seu TEMPO é um contínuo presente.
"Olha o homem primitivo. Seu TEMPO foi a sobrevivência.
"Olha a criança. Seu TEMPO é tão vertiginoso e fugaz quanto a intensidade de seus brinquedos.
"Olha o ancião. Seu TEMPO é espera.
"Olha o sábio. Seu TEMPO é marcado pelos astros.
"Olha o homem do futuro. Seu TEMPO é um acúmulo de informações.
"Olha Deus. Ele É.
"Olha a morte. Para ela o TEMPO é o fim de uma ilusão.
“E, agora, olha para ti mesmo. Não seria teu TEMPO uma oportunidade?"
 
(Texto extraído do excelente livro “A Outra Margem” – do jornalista, pesquisador e escritor espanhol J. J. Benitez – Editora Mercuryo.)
 

Texto <1552><22/03/2017>
 

ImprimirEmail