1577 - RAMA - UM PRESENTINHO DA NATUREZA - V

1577 rama um presentinho da natureza v
 
 
RAMA – UM PRESENTINHO DA NATUREZA – V
 
Rama*, que Poder Misterioso é esse que nos uniu mais uma vez?
Outrora, em outros planos, nós voávamos juntos...
Hoje, na Terra, nós andamos juntos.
(Mas, durante o sono, ainda voamos**).
Porque, dentro ou fora do corpo, é o Amor que nos une.
Ah, Rama, quem me fez, também o fez.
E por qual motivo nos colocou juntos, não sei dizer.
Eu só sei desse Amor que brilha nos meus olhos,
o mesmo que eu vejo brilhar nos seus...
Estamos aqui por um tempo, mas esse tempo é rico, ainda bem.
Sabe?... Eu nem me lembro mais como era antes.
Porque, quando você chegou em minha vida, as estrelas vieram...
E os meus olhos ganharam o brilho do amanhecer.
Então, eu o chamei de Rama, em homenagem ao avatar da lealdade.
Ah, meu amigo, quem o enviou já sabia que isso aconteceria...
Que nossos corações se reconheceriam naquela alegria que não se explica.
A esse Poder Misterioso eu agradeço...
Por estarmos juntos.                                            
Pelas estrelas que desceram.
Pelo que temos aprendido um com o outro.
Pela riqueza desse tempo de vida.
Pelo Amor que sentimos.
Por andarmos e voarmos juntos.
 
P.S.:
Pequeno Rama, quando um de nós se for, será temporário, como antes.
Porque o Amor nos unirá novamente.
E o tempo disso está nas Mãos daquele Poder Misterioso.
Que me fez e o fez.
Que também fez o grande Rama.
Ah, talvez você seja um avatarzinho dele.
Por isso, a lealdade que vejo brilhar em seu olhar.
Quando você chegou, o céu se abriu e sorriu, e as estrelas vieram...
Esse céu é no meu coração, onde nós brincamos e viajamos.
Eu não sei mais como eram as coisas antes de você.
Eu só sei desse Amor, que não se explica... só se sente.
Pequeno Rama, obrigado por você ter vindo***.
 
(Dedicado ao Poder Misterioso que enviou o Rama e as estrelas)
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 4 de agosto de 2017.
 
- Notas:
* Rama é um cãozinho da raça Yorkshire Terrier, de cor escura mesclada com tons claros, atualmente com oito anos de idade. O seu nome é uma homenagem a Rama, um dos maiores avatares (emissários celestes) da tradição hindu.
Obs.: Rama – na cosmogonia hinduísta, é o sétimo avatar de Vishnu, o Divino Presevador da Vida. Sua história é contada no épico “O Ramayana”.
Ao longo dos séculos, muitos iogues e iniciados tomaram o seu nome em homenagem as suas qualidades, como honra, amor, generosidade, firmeza de caráter e serviço à Luz.
** Projeção da consciência – é a capacidade parapsíquica - inerente a todas as criaturas -, que consiste na projeção da consciência para fora de seu corpo físico.
Sinonímias: Viagem astral – Ocultismo.
Projeção astral – Teosofia.
Projeção do corpo psíquico - Ordem Rosacruz.
Experiência fora do corpo – Parapsicologia.
Viagem da alma – Eckancar.
Viagem espiritual – Espiritualismo.
Viagem fora do corpo – Diversos projetores extrafísicos e autores.
Emancipação da alma (ou desprendimento espiritual) – Espiritismo.
Arrebatamento espiritual - autores cristãos.
*** As quatro partes anteriores desse texto podem ser acessadas nos seguintes links do site do IPPB:
Obs.: Ver também os textos “Há Algo Mais... Um Amor. Uma Luz – LVIII”, postado no seguinte link: http://www.ippb.org.br/textos/textos-periodicos/1272-ha-algo-mais-uma-amor-uma-luz--lxiii - e “O Xamã-Caboclo e o Rama”, postado no seguinte link: http://www.ippb.org.br/textos/textos-periodicos/1391-o-xama-caboclo-e-o-rama
Obs.: Enquanto eu passava essas linhas a limpo, rolava aqui no meu som o CD “Relayer”, da banda inglesa de rock progressivo Yes. Então, deixo, na sequência, os links do Youtube para as duas partes que mais gosto nesse trabalho.
Yes:
- “Soon” (The Gates of Delirium) -https://www.youtube.com/watch?v=OjrsuQVRYuA

Texto <1577><25/08/2017>
 

Imprimir