1715 - PRECE AO PAI JOAQUIM DE ARUANDA

 
 
1715 prece ao pai joaquim de aruanda
 
PRECE AO PAI JOAQUIM DE ARUANDA*
Com o Nome de Zambi Brilhando Sobre o Chacra da Coroa
 
Ah, Pai Joaquim!
Venha com a sua sabedoria...
Iluminar minha mente e meu coração.
Traga aquela força espiritual da simplicidade...
E derrame suas energias em meu caminho.
Não me deixe arrepiar para fora da senda da Luz.
E, se preciso for, dê um tapa no meu chacra da coroa**...
Para que eu me toque dos meus erros e os corrija a tempo.
 
Pai Velho, não me deixe esquecer quem é o Supremo Mestre da Vida...
Aquele que criou o senhor e também a mim.
Zambi***, cujo Sagrado Nome afasta as influências negativas.
Foi o senhor quem me ensinou esse mantra, o Nome do Supremo.
E quando eu me concentro nisso, os meus olhos viram cachoeiras...
 
Bondoso Preto-Velho!
Inspire o meu coração com o seu doce coração espiritual...
Para que o Amor floresça em minhas energias.
Para que minhas atitudes sejam dignas diante da Luz.
Para que eu seja um servidor do Eterno Bem.
Para que eu trate a todos com igualdade.
 
Pai Preto da Caridade!
Me ensine a ser feliz nas coisas simples da vida...
Para que eu valorize cada dia o que Zambi me dá na Terra.
Para que eu não me torne insensível diante das dores do mundo.
Para que eu tenha a sabedoria de dissolver as farpas do mal em mim.
Para que, por onde eu for, a Espiritualidade Maior me guie...
Pelos campos da vida, física e extrafísica, em Nome da Luz!
 
Ah, Pai Joaquim!
Muito obrigado pelo seu carinho de sempre.
(Acima de sua cabeça brilha a Luz de Zambi.)
 
P.S.:
Às vezes, a simplicidade de algumas linhas revela mais do que vemos...
E só o nosso coração compreende.
Aquilo que Zambi sabe mais do que nós mesmos...
Como um perfume espiritual fluindo pela noite dos homens.
Sim, às vezes, a Sinfonia do Eterno toca em nossos chacras...
E, mesmo com o céu nublado, vemos estrelas.
O Pai Joaquim me ensinou isso e também me disse:
“Filho, sem Amor, o coração do homem é um deserto.
Sem a Espiritualidade, sua vida é vazia e ressecada.
Sem honra em seus propósitos, os seus passos são claudicantes.
Sem lembrar-se de Zambi, o seu caminho só terá o pó do orgulho, cegando-o.
Sem respeito ao Supremo, sua jornada será tortuosa e corrompida.
Filho, sem a Luz, o homem é como uma casca vazia.”
 
(Dedicado aos que meditam e respeitam à Luz, mesmo nos dias difíceis.)
 
Paz e luz!
 
- Wagner Borges – mestre de nada e discípulo de coisa alguma.
São Paulo, 8 de novembro de 2019.
 
- Notas:
* Pai Joaquim de Aruanda - sábio mentor espiritual que opera nas lides extrafísicas da Umbanda e que ajuda a muita gente, de todas as linhas espiritualistas.
Obs.: ver o texto “Na Luz...”, postado nesse link:
** Chacra Coronário – é o centro de força situado no topo da cabeça, por onde entram as energias celestes. É o chacra responsável pela expansão da consciência e pela captação das ideias elevadas. É também chamado de chacra da coroa. Em sânscrito, o seu nome é “sahashara”, o lótus das mil pétalas. Está ligado à glândula pineal.
Obs.: A pineal é a glândula mais alta do sistema endócrino, situada bem no centro da cabeça, logo abaixo dos dois hemisférios cerebrais. Essa glândula está ligada ao chacra coronário, que, por sua vez, se abre no topo da cabeça, mas tem sua raiz energética situada dentro dela. Devido a essa ligação sutil, a pineal – também chamada de “epífise” – é o ponto de ligação das energias superiores no corpo denso e, por extensão, tem muita importância nos fenômenos anímico-mediúnicos, incluindo as projeções da consciência para fora do corpo físico.
*** Zambi – nas tradições afro-brasileiras significa literalmente, Deus.
Obs.: Ver o texto “O Todo”, postado nesse link:
Obs.: Enquanto eu editava esse texto, rolava aqui no meu som a música “Sunshine on my Sholders” (grande sucesso da década de 1970 e que até hoje ainda toca nas rádios do mundo inteiro), do vocalista americano John Denver. Então, deixo, na sequência, três links do YouTube para essa linda canção, que, sem dúvida, fala diretamente o coração e faz pensar na Luz.
- Versão traduzida e legendada em português:
https://www.youtube.com/watch?v=5zz3uF-GDxE

Texto <1715><19/11/2019>
 

Tags: Wagner Borges

Imprimir