ALMA E CONSCIÊNCIA, LUCIDEZ E PRESENÇA

Alma e consciência? Nem pensar!
A maioria prefere mesmo é novela.
Sim, isso mesmo! Faz parte...
Aliás, com quem o ator tal está ficando?

Quem ama, mesmo, não entorna o caldo.
Simplesmente brilha muito e vira sol.
Aí, até o Papai do Céu fica contente demais.
Então, Ele dança e cria mais um monte de estrelas.

Tem gente andando na Terra igual fantasma:
Olhar apagado, mente confusa e sem motivação de viver.
E, depois, dizem por aí que nós é que somos fantasmas.
Que nada! Fantasmas são aqueles que não vivem!

Almas penadas, então, só no galinheiro mesmo.
São as galinhas desencarnadas (almas com penas).
Aqui no astral, só tem gente viva.
E ninguém precisa de asas para voar! Basta volitar!*

Embaixo da terra só tem tatu, marmota, minhoca e cadáver.
Espíritos? Não tem nenhum, não!
Não, não! Eles estão tomando sol no Astral.
Cadáver? Andar de baixo! Espírito? Cobertura, né!

Alma e consciência, lucidez e presença.
Meninos e meninas, estudem bem e brilhem...
Enquanto o Papai do Céu cria mais estrelas, vivam!
No Astral ou na Terra, está todo mundo bem vivo.

A Cia. Do Amor vai nessa!
Alma e consciência para vocês.
Lucidez e presença.
Amor e brilho.

Axé!**

- Cia. Do Amor -
A Turma dos Poetas em Flor***.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges)

São Paulo, 02 de setembro de 2006.

Nota de Wagner Borges:

Esse texto foi recebido um pouco antes do início de uma aula do curso “Alma e Consciência”, realizado no IPPB. Como se trata de um curso voltado para o auto-questionamento, a lucidez, o discernimento e a maturidade espiritual, os espíritos da Cia. do Amor resolveram pegar um gancho nos temas suscitados e escreveram essas palavras para os alunos. E o que eles apontam aqui é pertinente aos estudos conscienciais; com o estilo deles, sempre sagaz, eles jogam com as palavras e tocam o discernimento dos leitores. Como eles mesmos dizem, “jogando com as palavras e brincando é que nós falamos muitas verdades na cara!” Pois esses escritos são isso mesmo! Basta olhar o que rola todos os dias para evidenciar o que eles colocaram aqui.

Notas do Texto:

* Volitar - voar.

** Axé – expressão afro-brasileira significando a força vital; energia.

*** A Cia. do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor. Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor. Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver o livro "Cia. do Amor - A Turma dos Poetas em Flor" - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): www.ippb.org.br

ImprimirEmail