AUDAZES E FELIZES – NA TERRA OU NO ASTRAL... II

(Novamente Nas Asas da Companhia do Amor)

Egoísmo? Não!
Não dá certo.
Só machuca o coração.
E detona os sentimentos.

Ódio? Furada total!
Também machuca o coração.
E deixa o peito escuro.
Sim, escuro pra dedeú!
Arrogância? Nada a ver!
Ninguém é melhor do que os outros.
E conhecimento não é sabedoria.
Sábio é quem é feliz.

Dia de finados? Que imaturidade!
Ninguém morre mesmo.
E o que se vela é só o cadáver.
Porque o espírito vai para cima, não para baixo.

Fofoca? Ô coisa infeliz!
Tem gente que parece cobra.
É só veneno projetado nos outros...
Mas, o que sai da boca sempre vem do coração.

Inveja? Que coisa ruim!
É coisa de gente sem sal e sem luz.
Sim, gente que não tem gosto próprio.
E, por isso, se recalca com a felicidade alheia.

Culpa? Não, porque pesa muito!
De cada coisa, é melhor tirar lição.
Para ser melhor à frente...
Porque, quem olha para trás, não segue adiante.

Tristeza? Não, porque faz mal demais!
Para evitá-la, basta não valorizar as coisas demais.
Ao longo da vida, pessoas e situações vão e vêm...
Mais do que qualquer coisa, vale o que fica no coração.

Fanatismo? Não, porque isso detona o discernimento!
E tem fanático para tudo, nesse mundo e também no Astral.
Porque isso não vem do corpo, mas, da mente.
Contudo, de que adianta essa mente, se não houver raciocínio?

Violência? Não, porque isso é doença!
Sim, doença do coração, mas que médico algum cura.
Porque, quem bate, perde a razão.
E mostra que é fraco de caráter!

Mestre? Não, porque só o Papai do Céu é que é o Cara!
E quem não é mestre de si mesmo, também não será de outros.
Porque quem não faz o que fala, não está com nada!
Mas, quem ri do próprio ridículo, já começou seu mestrado...

P.S.:
Após escrever essas linhas, percebi as energias de uma presença extrafísica amiga.
Tratava-se de um dos espíritos da Companhia do Amor**.
Na verdade, ele me inspirou parte desse texto, como de outras vezes.
Então, ele me disse o seguinte, como complemento desses escritos:
“Na natureza, nada se perde, não é mesmo?
Tudo se transforma... Inclusive, as pessoas.
Então, essa é a esperança da Companhia do Amor.
Que torce para que os tolos se transformem em sábios.
E que as trevas de muitos se transformem em poemas luminosos.
E que a mão que hoje bate, passe a curar...
E que o Amor se faça em todos os corações.
Porque tem um Cara que nos ama, muito mais do que imaginamos.
E Ele ri junto com a gente... E sabe tudo o que somos e pensamos.
Sim, o Papai do Céu está com a gente, sempre...
E é por Ele que escrevemos sobre as coisas do coração.
E também sobre a imortalidade da consciência.
E vamos continuar... Bem do nosso jeito, com toques de primeira.
Porque o Papai do Céu pediu pra gente descer a lenha na morte.
E, como tudo se transforma, vamos transformar o luto em luz.
E que assim seja! Pela Vida. Pelo Amor. Pela Alegria.
E pelo Papai do Céu. Porque Ele é o Cara!
É... Tudo se transforma, inclusive a gente.
Por favor, deixe um beijo de luz no coração de todos os leitores.
E seja sempre feliz.”
Então, está dado o recado dele.

Paz e Luz.

- Wagner Borges – rindo de algumas coisas...
São Paulo, 29 de março de 2010.

* A primeira parte desse texto foi postada recentemente pelo site do IPPB – www.ippb.org.br -, e pode ser acessada no seguinte endereço específico: http://www.ippb.org.br/modules.php?op=modload&name=News&file=article&sid=6909
** A Companhia do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.
Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.
Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros "Companhia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2" - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): www.ippb.org.br.

ImprimirEmail