BATENDO UMA BOLA COM A CIA. DO AMOR

O Papai do Céu mandou avisar para você que tá na hora de trabalhar, meu chapa!

Pare de enrolar, se concentre, sintonize a cuca no Astral e vamos nessa.

A Cia do Amor tem um monte de toques para passar e a hora é agora, sem mais delongas. Qualquer coisa, fale com Deus, pois é Ele quem manda a gente deitar o sarrafo de forma bem humorada na cambada encarnada que gosta de tumultuar os lances espirituais aí na Terra.

Vamos nessa...


* * *

Tem cara que chega no Astral, após a morte do seu corpo físico e fica negando que descascou. Faz o maior escândalo e enche o saco de todo mundo. Grita e chora, mas no final se entrega... Principalmente se a enfermeira extrafísica que o atende é bonita.

Aqui, na Terra espiritual, como aí, na Terra material, é a mesma coisa:

"Gatas astrais, ou gatas físicas, sempre fazem sucesso".

E você, caro leitor, prefere quem? O guia espiritual sisudão? Ou a gata astral lhe dizendo manhosamente?: "Vem..."


* * *


A morte não tem hora para chegar.
Isso todo mundo sabe.
Mas ninguém quer dizer
Que as horas passam... E o tempo voa.
Mesmo assim, tem gente fazendo besteira
E desperdiçando o tempo com tolices.
No entanto, quando a morte chega, não adianta reclamar.
Ela não liga, vai lá e faz o serviço.
Corta o cordão de prata (1), e bica o espírito
Para o Astral, para o outro jogo de viver...
Quem sabe o dia certo disso é só ela mesma.
E ela não falta ao jogo nem erra pênaltis.
Botou na marca, ela chuta e converte.
E aí, mais um espírito balança a rede astral.
Nesse jogo mortal, a morte é craque.
E ai de quem passar pelo campo da vida
Sem jogar direito e dando pontapés maldosos.
Nem a morte gosta de perna de pau.
Mas quem for craque, ela amacia a bola.
Faz tabela e comemora junto, pela partida
Da vida cumprida com louvor.
O jogo da vida tá rolando, e o juiz é o Dr. Carma (2).
Quem joga bem e faz o Bem, fique tranqüilo.
Quem ajuda os outros e faz golaços nas atitudes,
Que continue assim e nada tema.
Todavia, quem mete a mão na bola, joga errado,
E dá caneladas a torto e a direito, sem ética na vida,
Cuidado! O juiz mete cartão vermelho sem dó!
E depois vem a Dona Morte e joga o tal
Para fora do corpo, no campo do Astral.
E aí começa a seleção de outros jogos:
A galera do Astral vê as melhores e piores jogadas,
E remete o jogador para o Campo Astral compatível
Com o nível de suas jogadas vitais.
Quem jogava bem e fazia o Bem, encantando a torcida,
Vai para o Campo Bom, com grama verdinha e divina,
Recém-saída do Paraíso.
E, às vezes, Jesus vai lá bater uma bolinha com eles.
Contudo, quem jogava mal, irritando a torcida,
Vai para o campo Ruim, com grama queimada,
Cheirando a Umbral (3), e a bola é murcha.
E o pior: só tem partidas e jogadores medonhos ali.
Portanto, quem é bisonho no jogo da vida,
Que se cuide logo, pois o jogo está correndo
E a qualquer momento, pinta o cartão vermelho.


P.S.:
Leitor amigo, não se engane de jogo e de campo.
Seja no Campo da vida terrestre, ou seja no Campo do Astral,
A partida é valendo pontos evolutivos.
Treine mais e melhore o seu jogo de viver.
Vale a pena! Seja um jogador vivente feliz!
E não se esqueça: campeão mesmo, é só Deus!
E o time do céu só tem craques:
Jesus, Buda, Krishna, Maomé, Lao-Tzé...
E eles jogam um bolão de inteligência e compaixão.
Que tal levantar a sua bola, jogar um bolão na vida,
Fazer o Bem sem olhar a quem, e depois,
Nos campos celestiais, jogar com esses craques
Nas eternas partidas da vida espiritual?
Faça bons "passes", role a bola de sua vida redondinha...
E só faça golaços em suas atitudes.
O Papai do céu sempre torce por você.
Bom jogo, boa vida.

A Cia do Amor vai nessa, sempre lembrando que toda hora é hora de
crescer (e de fazer golaços!)

- Cia do Amor - A Turma dos Poetas em Flor (4).
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 07 de julho de 2004, às 21h47min.)

1. Cordão de prata: Conduto energético que liga vibracionalmente o corpo espiritual ao corpo físico. Ver Eclesiastes, Cap. 12, vers. 6 – Cordão astral; Cordão vital; Fio de prata; Fio prateado.

2. Umbral: Plano astral inferior; Plano espiritual atrasado.

3. Carma (do sânscrito): É a lei de causa e efeito universal.

4. A Cia. do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor. Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor. Para maiores detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver o livro "Cia. do Amor - A Turma dos Poetas em Flor" (Edição independente - Wagner Borges), e sua coluna na revista on line do site do IPPB: www.ippb.org.br

ImprimirEmail