CHORO DE MORTE

O homem chora ao nascer, chora para viver e chora para morrer.
A família chora porque ele morreu, ele chora porque a família chora.
Na verdade, uma coisa é certa: Todos choram, não por amor, mas sim, por não
saberem que amor é sempre amor, independente de vida ou morte.

* * *

Para aquele que vai na morte, deve haver a luz da família que ama, para
guiá-lo nos caminhos além da vida.
Para aqueles que ficam na vida física, deve haver a lembrança sadia daquele
que amavam, para guiá-los com amor na vida que passa e para fortalecê-los no
carinho aos que ficaram, pois, um dia, estes também irão partir e esperarão
carinho igual no caminho que chama além da vida...

* * *

É choro que vai,
É choro que vem.
Mas não adianta chorar,
Pois a morte não poupa ninguém.

* * *

É sofrimento velho pelos mortos antigos.
É sofrimento novo pelos mortos modernos.
E ninguém quer dizer
Que para morrer só basta nascer.

* * *

Já pensou se não houvesse morte?
Os políticos sacanas não morreriam nunca!
Seus mandatos seriam eternos
E a vida seria um inferno!

* * *

Cemitério não é lugar de chorão,
É lugar de corpo e podridão.
Lá não tem nenhum familiar,
Só tem verme comendo caviar.

* * *

Cemitério não é lugar de visita.
É só lugar de partida,
Onde a passagem é só de ida
Para um lugar chamado de "vida".

* * *

Outro dia fui olhar o meu túmulo.
Dentro dele só havia o esqueleto.
Não me contive e caí na gargalhada,
Porque a morte é uma grande palhaçada!

* * *

Dizem que saudade não tem idade.
Isso é válido também do "lado de cá".
Outro dia tive saudade de escrever sobre a morte,
Procurei um médium e dei sorte...

* * *

Hoje, brinco de escrever coisas sérias
E espanco a morte com palavras.
Não sou morto, nem jovem , nem senhor.
Sou só um espírito cheio de bom-humor!


- Vidigal -
Cia do Amor - A turma dos Poetas em Flor.*

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges; Caxias do Sul, 28 de novembro de 1992)

ImprimirEmail