CLARINADAS DA COMPANHIA DO AMOR

(Toques Para Quem Quer Despertar do Vazio Interior)


Não tem jeito!

O espírito sopra por onde quer.

E o Papai do Céu quer que ele sopre algo aqui, agora!

E, quem for inteligente, irá entender.

Não é hora de atraso ou de mancada.

Cada um é responsável pelo que pensa e faz.

Cada um é responsável pelo próprio estado íntimo.

Logo, só fica mal quem permite tal condição em si mesmo.

Só cresce quem trabalha; só é feliz quem faz o mundo feliz!

Na estrada da vida, cada um anda como quer.

Mas, cada um também encontra o que procura.

Quem procura a ilusão, se ferra!

Quem se droga, se desespera, mais cedo ou mais tarde.

Quem odeia, se dá mal, pois o veneno já está em seu coração.

E vingança é coisa de gente mesquinha, sem luz!

Cada um é que sabe o que carrega por dentro.

E só o Papai do Céu é que sabe o que cada um é verdadeiramente.

E Ele manda os espíritos soprarem os alertas onde é preciso, na lata!

E, na hora certa, o lance se apresenta.

Quem é inteligente, pondera. Mas, quem é tonto, nem se toca.

Por isso o Papai do Céu toca os espíritos... Para que eles toquem as pessoas da Terra, em toques espertos (ou despertos); de como tocar a bola da vida para frente, sem dramas, sem drogas, sem delongas e sem forçar a barra.



P.S.: Coração gosta de PAZ e AMOR!

Drogas, não! Luz, sim!



- Companhia do Amor – A Turma dos Poetas em Flor*.

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 02 de dezembro de 2006).

Nota de Wagner Borges:

Esse texto foi recebido no quadro de aula do IPPB, momentos antes do início de uma palestra pública, com cerca de 150 pessoas presentes. Como sempre, o recado da turma da Companhia do Amor é bem direto, sem embromação alguma; e, nesse caso, direcionado para alguém do âmbito da palestra (que não tenho a menor idéia de quem seja). Como o toque é importante, repasso o mesmo abertamente, pois poderá ser útil para a reflexão de outras pessoas.

Paz e Luz.



Nota:

* A Companhia do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.

Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor.

Para mais detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver os livros "Cia. do Amor - A Turma dos Poetas em Flor – Volumes 1 e 2" - Edição independente - Wagner Borges, e sua coluna no site do IPPB (que é uma das seções mais visitadas no site): www.ippb.org.br

Texto <752><02/02/2007>

ImprimirEmail