CONSCIENCIOBOL

No mundo futebolístico, os comentaristas, técnicos e torcedores chamam os jogadores que não têm muita habilidade com a bola de "pernas de pau". É um nome bem apropriado para quem dá passes de canela, corre desordenadamente e chuta bizonhamente, enfeiando a arte de jogar futebol. A coitadinha da bola sofre horrores ao ser tratada tão mal por esses péssimos jogadores.

 

No mundo espiritual, os comentaristas, técnicos e torcedores extrafísicos chamam as consciências que não têm muita habilidade com a "bola da vida" de "consciências de pau". É um nome bem apropriado para quem trata tão mal a "bola domicilial" que a natureza lhe jogou. Estamos falando dessa azulada redonda, chamada Terra, onde você mora e onde joga-se, além do futebol e outros esportes, o "conscienciobol".

Comparando o futebol com o conscienciobol, podemos ver o seguinte:

1) O futebol é jogado em 90 minutos;
O conscienciobol é jogado a vida inteira.

2) No futebol, tem um juiz apitando o jogo;
No conscienciobol, o juiz é você mesmo.

3) No futebol, têm dois times jogando;
No conscienciobol, também têm dois times jogando, o time dos vivos que morrem e o time dos mortos que vivem.

4) No futebol, têm jogadores habilidosos que tratam a bola com carinho e encantam os observadores com suas jogadas maravilhosas. E têm também, jogadores medíocres que maltratam a bola e horrorizam os observadores com suas jogadas horrorosas;

No conscienciobol, têm consciências habilidosas e criativas que tratam a bola azulada com carinho e encantam os observadores com suas atitudes maravilhosas, porém, têm também consciências medíocres e destrutivas que maltratam a bola azulada e horrorizam os observadores com suas atitudes tacanhas.
Baseado nisso, para observarmos se você é um bom jogador de conscienciobol, nós resolvemos fazer-lhe as seguintes perguntas:

Você tem consciência de seu potencial?
Você "dribla" bem seu mau humor?
Você é um jogador polivalente e joga em várias posições da vida? Ou é somente um desses jogadores técnicos em demasia, que só joga em uma posição, mas é medíocre nas outras?
Você costuma jogar seus problemas para escanteio ou prefere desarmá-los com maestria?
Você objetiva jogar, algum dia, na seleção do Bem?
Você costuma chutar as pessoas "de canela" ou tem o hábito de "pegar de voleio, na veia", e jogá-las para bem longe de seu campo?
Você é um bom artilheiro? Quantos gols a favor do Bem você já fez?
Você volta para marcar o adversário ou é daqueles que ficam parados na "banheira", esperando a vida jogar-lhe uma oportunidade?
Você costuma pegar os outros por trás? Então, cuidado: a vida lhe dará cartão vermelho.
Você ensaia as jogadas ou costuma agir sem pensar?
Você sua a camisa pela vitória ou é daqueles que espera que os outros resolvam a partida da vida por você?
Você gosta de jogar vibrando pela vida ou é daqueles que fica passeando em campo e escondendo-se do jogo?
Você é um craque em viver bem com os outros ou é daqueles "cabeças de bagre" que só sabem brigar e jogar mal?
Você bate bem os pênaltis de sua vida ou acovarda-se e pede a outro para bater?

- Cia. do Amor -
(A Turma dos Poetas em Flor)

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges; São Paulo, 25/03/94)
/*

ImprimirEmail