O REI ORGULHO I, II, III

Você se considera um monarca?
Pois bem, então prove!
Construa um castelo de amor no seu coração e administre o reino do bom senso em sua consciência.
Só assim acreditarei que você governa alguma coisa.
Caso contrário, você não é monarca coisa nenhuma, mas somente mais um súdito, governado pelo verdadeiro monarca da humanidade:
"O rei orgulho!"
BEM-FEITO!

- Vidigal –

Cia do Amor - (A Turma dos Poetas em Flor)
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – 05 de julho de 1992).

O REI ORGULHO II

Muitos espiritualistas são escravos de si mesmos e não sabem disso.

Acreditam-se poderosos, sendo que não passam de "pulgas espirituais", enchendo-se do sangue do próprio orgulho.

São reis da ilusão, mas se dizem espiritualistas. Na verdade, são somente "espiritoegoístas".

Chafurdam no desejo de "serem o máximo", e, por isso, acabam sendo "o mínimo do mínimo possível".

Jogam com as palavras, mas não sabem falar a verdade.

Sua realidade é tentar ser rei de alguma coisa!

Sem dúvida que são! São reis da banalidade e porta-vozes da idiotice.

O vírus do poder se instalou definitivamente em suas almas.

Mesmo em seus sonhos, lá está o desejo do poder, atormentando suas idéias e insuflando-os a querer sempre mandar e nunca obedecer.

Esses "espiritoegoístas" são apenas imagens desfiguradas dos verdadeiros espiritualistas, refletindo no espelho da vida a própria idiotice.

Quando olham o próprio reflexo, acham que estão brilhando, e, no entanto, estão sujos com o "pó do orgulho", que brilha feito purpurina, mas que também cega os olhos e faz ver o que não existe.

São doentes que se acham saudáveis. Parecem seguros de si, mas, no interior de suas almas, reina a confusão e a insegurança.

Porém, felizmente, o tempo e a vida lhes darão algumas lições preciosas. Sim! Nas cercanias do seu orgulho se aproxima a "Dona Dor" que, através da experiência, os fará gemer e gritar por auxílio.

Contra o vírus do orgulho nada como a "vitamina dor", que faz o mais forte ficar fraco e o mais idiota ficar sábio.

Por isso, deixo um aviso aos súditos do rei orgulho: Cuidado! A "Dona Dor" está à espreita, só olhando e esperando o melhor momento para comer esse orgulho! Ela está de garfo e faca à mão, só esperando a ordem da "Dona Vida" e do "Senhor Tempo" para jantar esse orgulho todo!

Pelo jeito, como o rei orgulho tem muitos súditos, parece que nunca falta comida para a "Dona Dor". Ela está sempre empanturrada, pois nunca falta "espiritoegoísta " para o seu jantar.

Aliás, se a "Dona Dor" não bastar, porque o seu orgulho é realmente imenso, não tem problema, pois a "Dona Vida" irá empurrá-los para um buraco cheio de lama.

E é bom lembrar que na lama ninguém tem do que se orgulhar. Se não for a lama física da "Dona Vida", certamente será a lama astral do "Dr. Umbral"* que irá varrer de suas almas o vírus do orgulho.

Por isso, caros "espiritoegoístas", prestem atenção e redirecionem a própria vida para algo mais bacana e sem pompa.

O mundo está cheio de medalhas para acariciar o ego dos tolos. Mas é a "Dona Dor" que dá a principal medalha: "a medalha da humildade e do saber".

- Vidigal -

Cia. do Amor - (A Turma dos Poetas em Flor)

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges - São Paulo, 10 de julho de 1992).

O REI ORGULHO III

"Quem anda no caminho da ilusão:
- Detona o próprio coração;
- Atrapalha a própria ação;
- Toma atitudes sem razão;
- Faz a vida virar uma maldição;
- E transforma-se em feroz cão!"


- Vidigal –

Cia do Amor - (A Turma dos Poetas em Flor)

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges- São Paulo, 10 de janeiro de 1993).



ImprimirEmail