O Homem Crístico

- Huberto Rohden-
O homem crístico é como o sol, suavemente poderoso, poderosamente suave.
É poderoso - mas não exibe poder.
É puro - mas não vocifera contra os impuros.
Adora o que é sagrado - mas sem fanatismo.
É amigo de servir - mas sem servilismo.
 
Ama - sem importunar a ninguém.
Vive alegre - com grande compostura.
Sofre - sem amargura.
Goza - sem profanidade.
Ama a solidão - sem detestar a sociedade.
É disciplinado - sem fazer disto um culto.
Jejua - mas não desfigura o rosto para mostrar a vacuidade do estômago.
Pratica abstinência de muitas coisas - sem fazer disto uma lei ou uma mania.
É um herói - mas ignora qualquer complexo de heroísmo.
É virtuoso - mas não é vítima da obsessão de virtuosidade. Trabalha intensamente, com alegria e entusiasmo - mas renuncia serenamente, cada momento, aos frutos do seu trabalho.
Assim é o homem que se tornou "LUZ DO MUNDO"
 
(Texto extraído do inspirado livro "Escalando o Himalaia"; Martin Claret.)

ImprimirEmail