Teclando sobre Projeção da Consciência

(Reprodução integral do chat sobre projeção da consciência com o prof. Wagner Borges no dia 24 de maio de 2000 no site da Revista Planeta na web)
 
Rodrigo\SC diz: Wagner, boa tarde. Por que deixou o IIPC e resolveu fundar seu IPPB?
Wagner Borges: Rodrigo, porque a minha maneira de ver as experiências fora do corpo é bem diferente da maneira mais fria do pessoal do IIPC. Na minha opinião, essas experiências são uma porta aberta para aumentar principalmente o amor e o bom humor das pessoas.

Fabiana diz: Wagner, admiro o seu trabalho, já fiz alguns cursos com você. Gostaria de saber porque não tem vindo a Caxias do Sul?
Wagner Borges: Fabiana, tenho estado com a agenda muito lotada aqui em São Paulo, devido aos programas na rádio Mundial, cursos e palestras sempre cheios. Devo ir a Caxias em outubro.

Leandro\RS quer saber: Qual a técnica usada para realizar uma projeção extrafísica?
Wagner Borges: Leandro, por favor, acesse meu site na seção textos projetivos (http://www.ippb.org.br/textos.htm) Há vários textos com técnicas projetivas. Descrever algumas delas aqui fica difícil devido ao espaço.

Robert diz: Boa tarde, Wagner. Os espíritos maus podem atrapalhar a projeção?
Wagner Borges: Robert, na verdade, eles podem aparecer por sintonia em relação ao que a pessoa pensa, sente e faz em suas ações. No máximo, eles podem causar bloqueios psicofísicos, desde que a pessoa esteja predisposta. Para evitar esses assédios, procure encher o seu ambiente de muita luz antes de deitar e sempre erga os pensamentos e abra o coração na sintonia de temas elevados.

Rita de Cássia diz: Gostaria que me relembrasse de uma técnica que nos ensinou em um de seus cursos de projeção. Foi uma das melhores pra mim: tinha que fazer uma sequência de respiração no baixo-ventre e por aí vai. Tente repassá-la para mim, por favor.
Wagner Borges: Rita, fica difícil passar essa técnica aqui. Faça o seguinte: envie-me o seu e-mail que eu lhe passo essa técnica mais tarde, ok?

Guilherme quer saber: Você escreve que tipo de livro?
Wagner Borges: Guilherme, eu tenho quatro livros editados: "Viagem Espiritual" volumes I, II e III e "Uma Lição Extraterrestre". O volume I trata as saídas do corpo, carma, reencarnação e vida após a morte. O volume II é específico sobre as saídas do corpo. E o volume III mescla as saídas do corpo e os ensinamentos orientais. O volume II está inserido em meu site no endereço: http://www.ippb.org.br/veolii.htm

Thannara diz: No final da entrevista, gostaria que o Wagner deixasse uma mensagem para as pessoas desta sala, que não estão reunidas hoje por coincidência!
Wagner Borges: Thannara, "Os astros balançam no firmamento. Mas as estrelas que brilham mais estão em nosso coração."

Fabiana diz: Wagner, o fato da pessoa acordar cansada, com dores no corpo, pior do que ao deitar, pode significar que ela se projetou para um lugar de vibração inferior ao dela?
Wagner Borges: Fabiana, tudo é possível. Desde um colchão ou travesseiro que não sejam apropriados para o seu peso ou altura, até estresse, bloqueios emocionais, problemas físicos ou problemas espirituais. Para saber, só olhando suas energias pessoalmente.

Robert quer saber: Quais os tipos de dimensão que o projetor consciente pode ingressar em suas projeções?
Wagner Borges: Robert, são basicamente três tipos de experiência:
1) Você se projeta no próprio plano físico.
2) Você se projeta no plano extrafísico, chamado genericamente de plano astral ou espiritual. Nesse plano, subdividido em várias subdimensões, dependendo da frequência vibracional, você encontra desde níveis extrafísicos densos, bem próximos da vibração terrestre, até aqueles planos elevados, onde as formas são rarefeitas e bastante sutis.
3) Você se projeta no plano mental, uma dimensão além do plano astral, onde não existe forma nem tempo, tudo é pura luz e amor.

Tercio\RJ diz: Boa Tarde, Wagner. Você acredita em contatos interdimensionais por TV e Rádio?
Wagner Borges: Tercio, sim, tenho certeza. No entanto, vamos levar essa questão com bastante cautela. É possível, mas vamos pesquisar mais.
 
Jr_Brown diz: Wagner, como qualifica o suicida? Ele terá uma "vida" boa após sua morte?
Wagner Borges: Jr_Brown, o suicídio é um problema muito sério. Normalmente, o suicida fica preso energeticamente ao cadáver. Isso ocorre devido a ação do cordão de prata (elo energético entre o corpo espiritual e o corpo físico) que, bastante densificado devido as suas energias não terem se dissolvido, prende a pessoa à vibração terrestre. Fora toda a culpa da pessoa, que não resolveu sua situação e ainda desperdiçou uma vida inteira. Suicídio é o pior tipo de morte que conheço.

Rita de Cássia diz: Andei lendo que alguns utilizam uma técnica de projeção que a mim parece estranha, gostaria de saber sua opinião sobre ela: visualizar o perispírito fora do corpo enquanto adormece.
Wagner Borges: Rita, essa é uma técnica de visualização ocultista. Chama-se técnica do corpo de luz. A pessoa, com bastante concentração, visualiza o corpo espiritual luminoso, como se estivesse flutuando fora dela mesma. Se a pessoa cair no sono com essa imagem registrada noite após noite, seu corpo espiritual poderá seguir a imagem visualizada e então se projetar em sua direção. É uma boa técnica e bastante antiga.

Thannara diz: Ainda sobre o suicida e o que tenta a morte mas por algum motivo não consegue, isso traz alguma consequência no curso de sua vida? (refiro-me à modificações negativas).
Wagner Borges: Thannara, não, pelo contrário, traz experiência e talvez uma maior vontade de viver. Repetindo: suicídio é uma furada!

Jr_Brown diz: Você se considera um seguidor das idéias de Allan Kardec? Como vê as idéias dele?
Wagner Borges: Jr_Brown, admiro profundamente o trabalho de Allan Kardec, principalmente o "Livro dos Espíritos", que tem um capítulo inteiro (capítulo 8, perguntas 400 à 430) sobre saídas do corpo. Mas não sou espírita. Sou espiritualista no sentido mais eclético do termo. Junto o melhor do ioga, do ocultismo, da teosofia, do espiritismo, do taoísmo, do hinduísmo e de várias outras correntes numa síntese inteligente e criativa.

Rodrigo\SC diz: Wagner, entendo que seu estudo é metade místico e metade ciência... Como define sua metodologia ?
Wagner Borges: Rodrigo, meu estudo é espiritualista em essência, mas com toda a parte técnica necessária inserida. Entendo que a parte técnica não é criar nomenclaturas complicadas, mas sim explicar didaticamente os mecanismos da projeção.

Sem idéia diz: Wagner, é verdade que alimentação atrapalha a projeção?
Wagner Borges: Sem idéia, a alimentação não atrapalha a projeção. Isso é mito. O que atrapalha é a hora em que você come, caso seja na hora de deitar, ou seja, de estômago cheio. Conheço projetores que são carnívoros e outros que são vegetarianos, e isso não atrapalha em nada suas capacidades projetivas.

Carlinha diz: Wagner, discordo de sua resposta sobre suicídio. Não acredito que exista vida após a morte ou qualquer tipo de castigo ou paraíso. A projeciologia é considerada ciência? E baseado em que verdade faz tal afirmação?
Wagner Borges: Carlinha, a projeciologia também fala de planos extrafísicos e de vida interdimensional. Você está mal informada. É só dar uma olhada nos principais livros de projeciologia, incluindo os do próprio Waldo Vieira "Projeções da Consciência" e "Projeciologia". Qualquer projetor veterano já viu vários suicidas em estado lastimável fora do corpo, bem como muitas pessoas vivas além da morte. Faça uma projeção na prática, não na teoria, e veja a realidade.

Thannara quer saber: Pessoas encarnadas podem encontrar-se por meio de sonhos?
Wagner Borges: Thannara, sim. Pessoas podem encontrar-se fora do corpo. No entanto, quando voltam ao físico, seu cérebro pode mascarar as lembranças desse encontro e transformá-las em sonhos. Contudo, isso não exclui a possibilidade de pessoas amigas sonharem umas com as outras normalmente.

Robert quer saber: Wagner, é possível desenvolver a telepatia como desenvolvemos a capacidade de projeção?
Wagner Borges: Robert, sim. É possível treinar a telepatia. Ela depende basicamente de concentração e de estimulação energética na glândula pineal, via chacras coronário e frontal.

Cris diz: Boa tarde, Wagner, já assisti a algumas palestras suas e gosto muito. Identifico-me com seus pensamentos. É bom poder falar com você.
Wagner Borges: Cris, tudo bom com você? Fique à vontade no papo.

Clarissa diz: O que acontece quando sonho a mesma coisa que outra pessoa?
Wagner Borges: Clarissa, isso pode ser um sonho telepático, em que as imagens podem projetar-se de cérebro a cérebro espontaneamente. Contudo, também pode ser lembranças mascaradas pelo cérebro em forma de sonho.

Marisa diz: Boa tarde, Wagner... É um prazer falar com você! Já estava com saudades... Diga-me uma coisa: Como identificar a saída do corpo se ao acordar posso ter minhas lembranças influenciadas pelo corpo?
Wagner Borges: Marisa, a única possibilidade de você não se confundir é entrar no corpo e despertá-lo instantaneamente. Nesse caso, não dá tempo do cérebro mascarar a rememoração. Quando você entra no corpo e apaga nele, fica mais difícil rememorar e separar as lembranças projetivas dos sonhos.

Marcelo quer saber: Wagner, uma pessoa projetada poderia influenciar de alguma forma as decisões de outros seres encarnados?
Wagner Borges: Marcelo, sim, mas é muito difícil.

Andreia diz: Eu gosto muito de seu trabalho. E queria saber quando você vem a Salvador. Beijos
Rita de Cassia diz: Wagner, você já tem previsão de retornar a Salvador com novos cursos?
Wagner Borges: Andreia e Rita de Cássia, um abraço para vocês. Só devo ir a Salvador em janeiro de 2001. Estou com a agenda muito apertada aqui em São Paulo.

Cris diz: Wagner, existe algum perigo quando nos desligamos da matéria? Já ouvi falar tantas coisas a respeito....

Wagner Borges: Cris, a maioria dos supostos perigos não passam de puro mito, espalhados por grupos antigos que visavam manter esse assunto somente entre os iniciados da época. Fala-se que, durante uma saída, um espírito poderá entrar no seu corpo ou partir o seu cordão de prata. Dizem também que uma pessoa poderá morrer por causa da experiência. Nada disso é verdadeiro. Trabalho com esse assunto na teoria e na prática desde os 15 anos (hoje tenho 38) e nunca vi nem comigo e nem com outros projetores que conheço esses supostos perigos.

Robert diz: Um projetor pode se passar por um espírito desencarnado em uma sessão de psicofonia?
Wagner Borges: Robert, sim, embora seja muito difícil. Há casos históricos registrados na revista espírita de Allan Kardec no século 19. Há também os relatos de Vincent Newton Turvey na época vitoriana na Inglaterra, bem como os casos registrados por Ernesto Bozano na Itália da primeira metade do século 20.

Leo diz: Wagner , venha fazer uma palestra em Blumenau, SC ! :)
Wagner Borges: Leo, fica um pouco difícil no momento devido à agenda apertada aqui em São Paulo. Já fiz uma palestra aí, na universidade em 1989. Há três anos que não vou nem mesmo a Florianópolis, devido a falta de tempo. No entanto, em outubro estarei indo para a serra gaúcha, e talvez, na passagem, eu faça pelo menos uma palestra por aí.

Juliana diz: Wagner, você acha que as pessoas de uma mesma família possuem uma certa tendência à projeção?
Wagner Borges: Juliana, isso é muito relativo. No caso da mediunidade isso é quase certo. No entanto, no caso da projeção pode variar muito.

Cris diz: Wagner, você faz regressão? Você recomenda? Indica algum profissional ou você é este profissional?
Wagner Borges: Cris, só recomendo a regressão para desbloqueio de traumas que estejam atrapalhando a vida presente. No caso de curiosidade, não vale a pena. Conheço vários profissionais ótimos nessa área. Em que cidade você está?

Pessoal, como sugestão de bons livros sobre o tema das experiências fora do corpo, sugiro os seguintes:
"Aventuras Além do Corpo", de William Buhllman, Ed. Ediouro; "A Viagem de Uma Alma", de Peter Richelieu; Ed. Pensamento; "Odisséia Astral", de Carol Eby, Ed. Pensamento; "Viagens Fora do Corpo", de Robert Monroe; Ed. Record; "Projeção do Corpo Astral", de Sylvan Muldoon e Hereward Carrington; Ed. Pensamento.

Sugestão de ótimo livro sobre projeção e sonhos: "Os Sonhos", de Mark Thurstow, Coleção Edgar Cayce, Ed. Pensamento; "Projeções da Consciência", de Waldo Vieira, Ed. IIPC; "Projeciologia", Waldo Vieira, Ed. IIPC; "Viagens Extrafísicas", Geraldo Medeiros JR., Ed. Medeiros.

Pessoal, o nosso tempo acabou. Vamos combinar uma outra data. Caso queiram, envie um e-mail para a revista "Planeta na Web" requisitando um novo chat.

Um abraço.

Paz e luz para vocês!
 

ImprimirEmail