APENAS UM ESPÍRITO ESPIRITUALISTA

Sou apenas um espírito, pedacinho do Cosmos em evolução, vivendo e trabalhando para crescer.

Basicamente, sou energia pura. Mas, no momento, tenho cara de gente e passo as agruras da experiência terrestre.

Sofro na própria pele os temores da inexperiência. E, assim como todos, erro bastante. Porém, de erro em erro, eu acabo acertando.

Não me apego a nenhuma ortodoxia de pensamento, pois sou livre para pensar e crescer questionando.

A Evolução me deu o livre arbítrio e cada experiência só tende a aumentá-lo.

De experiência em experiência, vou me firmando no contexto da vida. As barreiras aparecem a cada passo, porém sou grato a elas.

Fazem-me querer ser mais forte para superá-las. E, no final das contas, elas são só barreiras e eu sou um espírito imortal, cheio de energia e disposto a crescer para desvendar os caminhos que a Evolução oferece.

Sou apenas um espírito espiritualista, mesmo com corpo físico e tudo. Cheio de defeitos, dúvidas e incoerências.

Mas, graças a Deus, sou um espírito espiritualista buscando a minha própria natureza.

Não acredito na imortalidade do espírito: tenho certeza absoluta, não é questão de crença.

Sei que a morte só pode apanhar o meu corpo físico, como já fez várias outras vezes, e como fará pelas próximas vidas dessa roda reencarnatória que me submete no momento.

Estarei vivo sempre e isso é só alegria. Quando a morte um dia aparecer, com a sua foice rompedora de cordão de prata, estarei sorrindo muito e é bem capaz que eu lhe conte uma piada de morte.

Hoje estou completando 31 anos e, naturalmente que, ficando mais velho, a morte fica mais próxima.

Entretando, estou cheio de vida interna. Pulsa em mim o fogo da alma, que não pode ser apagado nunca.

Ele foi aceso várias vidas atrás, quando fui iniciado no caminho espiritual por antigos mestres extrafísicos. Quando a morte bater o gongo do último assalto da minha luta espiritualista na Terra, ela vai requerer o meu corpo físico e vai tirar as minhas poucas posses físicas, os meus livros espiritualistas e os meus discos do Yes, Tangerine Dream e outros.

Obviamente que nesse dia "mortal", ficarei invisível para os meus familiares e amigos físicos. Mas nem isso irá me atrapalhar, já que durante a noite poderei encontrá-los projetados fora dos seus corpos humanos, aproveitando o seu sono comum de todo dia.

Assim, quando a morte me chamar, ela levará várias coisas para longe de mim.

Ou, melhor dizendo, eu é que vou estar em outro lugar.

Porém, mesmo assim, restará a melhor coisa comigo.

Ficará a experiência de ter vivido como espiritualista.

E, quando a morte seccionar o meu cordão de prata, sorrirei para ela e direi com toda a satisfação:

"TENHO CARA DE GENTE E MUITOS DEFEITOS, MAS, FELIZMENTE, SOU ENERGIA PURA E IMORTAL, PORQUE SEI QUE SOU UM ESPÍRITO E, TAMBÉM, PORQUE SOU ESPIRITUALISTA.

MUITO OBRIGADO E ATÉ A PRÓXIMA VIDA".

.

ImprimirEmail