BATE-PAPO INTERDIMENSIONAL

(Postado originalmente na lista interna do grupo de estudos e assistência espiritual do IPPB)

OBS. UM ESCLARECIMENTO INICIAL:

Esse e-mail está sendo postado na íntegra, do mesmo jeito que entrou na lista do GE. Por isso o tom informal de quem conversa com um grupo de amigos espiritualistas participantes de um mesmo grupo.
O motivo de postar esse e-mail aqui é que muitas pessoas tem pedido para postarmos algo relativo a essa guerra estúpida no Iraque.
Como nesse e-mail comento algumas coisas a esse respeito, resolvi postá-lo aqui na coluna para apreciação dos leitores interessados.
O tom de brincadeira em alguns trechos é do meu jeito de ser mesmo. Inclusive, porque nem tenho como fabricar outro jeito, e também porque aos 41 anos de idade daria muito trabalho deixar de tirar um sarro criativo das coisas que rolam... E alegria é fundamental na caminhada humana e espiritual.
Segue o texto informal e espontâneo logo abaixo.

* * *

Olá, amigos.
São 3h51min de 6a feira.
Na madrugada de ontem (de 4a para 5a feira), no momento em que se iniciou a guerra tão anunciada e condenada por todos, eu tive momentos pesados aqui
mesmo em casa. Tive que realizar um trabalho de desobsessão bem difícil.
Deitei-me em decúbito dorsal por volta das 3h30min. Fiz um trabalho de
energia deitado mesmo, e logo apaguei.
Tive um pesadelo e despertei cataléptico na mesma posição em que dormira.
Fiquei quieto na mesma posição esperando a projeção acontecer normalmente,
mas senti que o clima do quarto estava pesado espiritualmente e que havia
presenças extrafísicas hostis no ambiente.
Elevei os pensamentos e irradiei energias por todo o corpo paralisado.
Apaguei assim.
Tive outro pesadelo: era a continuação exata de onde havia parado o pesadelo anterior. Despertei novamente cataléptico na mesma posição.
O ambiente do quarto continuava pesado. Lutei contra a sonolência e, novamente, exteriorizei energias por todo o corpo.
Em dado instante, percebi um espírito do lado direito da cama, a uns dois
metros de distância. Era um rapaz jovem, branco, de cerca de uns vinte anos,
sem camisa, magro, de cabelo pretos, e estava sentado no ar ao lado da cama.
Eu o via pelo lado direito da minha cabeça, mas sem me virar para isso.
Percebi o seu olhar carregado de intenções negativas e, por intuição, sabia
que ele estava ali tentando um processo de vampirismo sexual.
Na verdade, era ele que projetava ondas mentais em minha mente adormecida
para causar os pesadelos e criar aquela sintonia pesada, que seria o link para ele acessar às minhas energias.
Quando percebeu que eu o havia visto, imediatamente ele projetou as mãos para frente e começou a irradiar energias pesadas em minha direção.
Eu continuei paralisado e exteriorizando energias, pois isso era o suficiente para mantê-lo afastado, e me mantinha bem tranqüilo diante dessa situação pela qual já passei tantas vezes em processos de isca espiritual * patrocinados pelos amparadores extrafísicos.
Porém, em dado momento pintou em minha mente a idéia de deixar aquela defesa energética mais ostensiva. A essa altura eu já estava sem a sonolência e com o raciocínio bem rápido e claro. Daí, utilizei-me de um recurso vibracional que só faço em última instância: projetei a imagem de poderosas línguas de fogo ejetando-se de todo o meu corpo, e concentrei-me intensamente na idéia de que o ambiente seria purificado por esse expediente.
Imediatamente ele se afastou da cama meio assustado. Foi então que vi um par de mãos segurá-lo pelos dois ombros, por trás, e dar uma sacudida no sujeito.
Eu não via o amparador, somente suas mãos, mas sentia sua presença bem firme ali sacudindo o cara, que logo a seguir desmaiou e foi puxado para cima,
desaparecendo logo em seguida.
A essa altura, recuperei os movimentos do corpo. Estendi as mãos para cima e
irradiei energias por todo o quarto para limpar de vez a área. Sentei-me a seguir e ergui os pensamentos e sentimentos em agradecimento ao AMOR MAIOR QUE GERA A VIDA.
Depois me levantei e verifiquei a hora: eram 5h35min.
Liguei a televisão para constatar o que já era esperado horas atrás: a guerra havia começado. Olhei as imagens por alguns minutos e logo desliguei o aparelho. Olhei pela janela e vi que o céu já estava clareando.
Sentei-me no sofá da sala e esperei o dia clarear de vez. Enquanto isso, ponderava sobre a estupidez da guerra, verdadeiro câncer da humanidade, e o
quanto de sofrimento isso iria causar.
Sentado e de olhos fechados, dei uma boa vasculhada energética nos chacras para ver se estava tudo em ordem depois daquele trabalho de desassédio espiritual. Daí, confirmei o que já imaginava: havia um acúmulo de energia
sexual na parte inferior do corpo e nos chacras básico e sexual.
Por isso o assediador extrafísico queria vampirizar especificamente esse tipo de energia.
É fogo estar com as energias da kundalini enturbinadas aos 41 anos, e sem a companheira por perto.
Hehehehehe...

* * *

Bom, o motivo inicial desse e-mail nem foi para fazer esse relato do desassédio espiritual. É que resolvi escrever um pouco para compartilhar com
vocês algumas coisas.
Jantei cedo ontem (5a feira), lá pelas 19h.
Por volta das 20h fui tomado por uma sonolência irresistível. Pensei: "vou deitar-me e cochilar um pouco, pois não consigo ficar acordado em condições
normais. Vou deixar rolando um Cd de relaxamento que dura cerca de 1 hora.
Quando ele terminar, levanto bem desperto e continuo trabalhando em cima
daquele artigo para uma revista."
Deitei-me e apaguei instantaneamente.

Despertei exatamente às 24h em ponto, totalmente "desparafusado" e com uma fome danada. Eu tinha dormido exatamente por 4 horas, e isso num horário totalmente inusitado para mim, pois nunca durmo cedo, e quando isso acontece desperto logo depois sem sono.
Estou contando isso porque sei que vários de vocês também estão mais sonolentos nesses últimos dias. Inclusive, conversei por esses dias com vários amigos médiuns que também estão nessas condições.
O motivo é bem claro para vocês que estudam e trabalham com a Espiritualidade: os amparadores estão extraindo mais energia das pessoas
predispostas para realizar as suas tarefas de assistência espiritual invisível. Isso ocorre porque eles ficam sobrecarregados em épocas de conturbação coletiva, onde não é só a guerra física que faz estragos, mas também as perturbações psíquicas que surgem acopladas nela.
Então há um aumento na doação de energia por parte das pessoas encarnadas, e isso se reflete anímico-mediunicamente no metabolismo do corpo físico, que
se ressente da saída do ectoplasma. Por isso a sonolência e sensações de peso e canseira que muitos vem sentindo, além daqueles momentos de fome abrupta sem motivo.
Tudo isso faz parte...
Aliás, acho que vou fazer um lanche agora... Hehehehehe...

* * *

Como dormi fora de hora, perdi o sono e passei a madrugada acordado
trabalhando, até que resolvi vir aqui para o computador escrever para vocês.
Um pouco antes, estava no quarto escutando um belo Cd de Space Music, do
Yahoel, ** enquanto procurava umas pastas com material que eu precisava para um dos trabalhos. Entretanto, não achei o que procurava.
Desencanei e resolvi parar um pouco para apreciar melhor a música. Acendi um incenso de sândalo, ataquei um pedaço de bolo e fiz um café. Sentei-me no
sofá do quarto e fechei os olhos bem tranqüilo curtindo um momento de prazer solitário...
Porém, subitamente, percebi a presença de um dos amparadores no ambiente. Eu não o via diretamente, mas percebia a sua silhueta energética no quarto.
Por intuição eu sabia que ele era o mesmo que havia sacolejado o assediador pelos ombros na madrugada anterior. Senti que ele não estava ali à toa, mas
envolvido em alguma atividade extrafísica que eu não percebia.
Preparei-me para fazer um trabalho de irradiação de energia ali mesmo e ver
o que estava rolando. Contudo, ele se comunicou mentalmente comigo e disse-me:

" Não precisa fazer nada agora. Aproveite o seu momento de descanso. Há um
grupo realizando uma atividade aqui, mas é algo relacionado aos trabalhos
extrafísicos. Continue relaxando aí..."


Então, perguntei-lhe mentalmente (olhem só a minha inocência nisso):
"Se vocês estão fazendo um trabalho aqui em casa, como é que eu não estou
vendo nem sentindo nada? Não seria bom eu participar disso?"


Embora eu não o percebesse diretamente, sei que ele riu. E a seguir
respondeu-me o seguinte:
" O seu ambiente espiritual é excelente, é um lugar de purificação
energética. Por isso realizamos muitos trabalhos aqui, mas o que você
percebe normalmente não chega a um décimo do que ocorre, e é para ser assim mesmo. Se você percebesse tudo o que se passa espiritualmente, com certeza que o seu cérebro físico não agüentaria a carga.
Por ora, preste atenção na parede entre os dois quartos. Ela tem uma passagem espiritual que nós usamos para entrar e sair do ambiente"

Caraca! Nem posso reclamar com o cara deles usarem o ambiente sem eu saber, pois o apartamento não é meu, é só alugado. Tomara que a empresa
administradora aqui do prédio não saiba que esse pessoal trabalha aqui, e
que isso é um verdadeiro "condomínio espiritual sadio", senão é capaz deles
aumentarem o valor de pagamento do condomínio... Hehehehehehe...

Detalhe: no teto dos quartos tem alguns aparelhos extrafísicos que os
amparadores instalaram uns meses atrás. É que estou morando aqui há 10
meses, e leva cerca de uns seis meses para o ambiente ficar no ponto ideal,
energeticamente falando. No apartamento anterior, aonde eu morei por 12
anos, e na casa em que eu morava antes, no Rio de Janeiro, a estrutura extrafísica já era minha conhecida.

* * *

A guerra que está rolando agora é a manifestação externa das guerras internas da própria humanidade, da qual somos parte integrante com as nossas
encrencas interiores.
O clima psíquico pesa um pouco a mais, pois já é pesado normalmente por causa da guerra urbana diária (violência, tráfego, poluição) - Porém, para
vocês que trabalham irradiando energias (pelo método ou técnica preferida,
pois o que importa é a qualidade das energias e dos sentimentos legais
inseridos nelas), não polarizem em demasia a questão dessa guerra em particular. Quando vocês enviam energias para o Iraque, os amparadores enviam as mesmas para o ponto aonde vocês se concentraram inicialmente.
Porém, muitas vezes eles redirecionam essas energias para pessoas
necessitadas aqui mesmo no lugar aonde você mora.
Isso ocorreu muito na época do atentado ao WTC, em New York.
Pessoas irradiavam energias para lá, e outros se concentravam tentando
projeções assistenciais para a galera que "descascou" por lá.
E aí acontecia uma coisa: o sujeito deitava e pensava o seguinte:

"Amparadores, por favor me levem espiritualmente durante o sono para ajudar
as vítimas do atentado lá nos E.U.A - Eu quero ajudar!"


E o cara dormia assim, cheio de boas intenções (o que é uma coisa muito
legal sim). De repente, o cara desperta e se vê projetado junto com os
amparadores num ambiente barra pesada da própria cidade onde ele mora.
Inicialmente se surpreende, pois esperava o despertar extrafísico em New
York.
Daí um dos amparadores lhe informa:

"Pois é, meu amigo. Não faltam encrencas no mundo, não é mesmo?
Algumas pessoas desencarnaram aqui por causa de um tiroteio. Você foi trazido aqui para passar energias sadias que ajudem no desprendimento espiritual delas. Que bom que você dormiu pensando no bem dos outros."

Portanto, pessoal, emanem pensamentos, sentimentos e energias legais a favor
da paz, mas não somente para um só lugar ou situação específica. Que haja paz na Baixada Fluminense (onde cresci e convivi de perto com a violência, e também aprendi muito), em Diadema, no Iraque, na Colômbia, na África, no
Oriente Médio e aonde mais for preciso.
Que vocês emanem luz para a guerra de lá, mas que não se esqueçam da guerra daqui, nem da guerra que muitas vezes está dentro do próprio coração
atormentado.

* * *

Apesar de tanta encrenca entre os homens, o nosso planeta é lindo!
Apesar da guerra, o sol já vem surgindo lindo e brilhante no horizonte.
Apesar dos problemas, cada ser humano (sem exceção) é detentor de altos
potenciais divinos, mas precisa despertar para isso.
Apesar de nossas tolices, os nossos olhos podem brilhar muito,
principalmente quando temos certeza da imortalidade da consciência.
Apesar de tudo, vale a pena viver, crescer, amar e sorrir...

* * *

Aparentemente somos diferentes, não somente na questão da aparência física
especificamente, mas principalmente porque pensamos e sentimos as coisas de
forma diferente, de um jeito bem particular, nosso mesmo. Isso é riqueza, pois tudo seria muito pasteurizado se fossemos iguais em tudo.
O bom é ter vários ângulos de uma mesma coisa. E melhor ainda é somar tudo numa síntese legal e criativa, aproveitando o melhor de cada coisa.
Contudo, somos iguais em duas coisas, independente de lugar, época ou
condição: temos qualidades e defeitos, nós todos, sem exceção.
Dependendo do momento ou da situação, podemos apresentar o nosso melhor ou o nosso pior. Oscilamos muito, não é mesmo?
Tomara que em épocas complicadas coletivamente, como no presente momento, nós possamos colocar em ação a nossa parte cheia de qualidades.
Tomara que nossas vibrações não sejam projetadas carregando a poluição psíquica de nossos medos, dramas, irritações e julgamentos dessa ou daquela pessoa. Pelo contrário, que nossas vibrações estejam sempre cheias de pensamentos de paz, amor e prosperidade para todos, incondicionalmente.
Acima de tudo, vamos manter o "Alto Astral" e desejar que aconteça o melhor para a e evolução de todos.

Paz e Luz.

- Wagner Borges – São Paulo, 21 de março de 2003.
 
- Notas:
* Isca Espiritual: processo anímico-mediunico pelo qual os amparadores extrafísicos usam as energias de um sensitivo para atrair certas entidades densas até um determinado contexto vibracional apropriado para tarefas de desassédio e assistência espiritual.
** Yahoel: Pseudônimo de Michael Hammer, músico New Age americano especializado em Space Music. O Cd dele que eu estava ouvindo era o excelente "Hearts of Space".

 

ImprimirEmail