DESPERTAR ESPIRITUAL I E II

Há um texto publicado no meu livro "Viagem Espiritual III", que foi recebido espiritualmente durante uma reunião do grupo de estudos e assistência espiritual do IPPB - no ano de 1997, em que os amparadores extrafísicos falam do despertar espiritual e da importância de ser responsável na abordagem de tal tema, sem carregar objetivos levianos no estudo das coisas do espírito.

Posteriormente, os espíritos da Cia. do Amor acrescentaram alguns comentários bem irônicos em cima do mesmo tema. Como a abordagem deles não coadunava com a temática do livro, guardei os escritos deles para publicação posterior. Contudo, esqueci desse material deles, e ainda agora, remexendo em textos antigos e inéditos, encontrei os originais desses escritos.

Então, pensei:

"Vou conectar os dois textos e postá-los no site do IPPB, para que os leitores possam apreciar na íntegra as duas abordagens diferentes sobre o mesmo tema do despertar espiritual, uma bem séria e ponderada, muito ao estilo dos amparadores oriundos das escolas espirituais do Oriente, e a outra bem sacana e irônica, muito ao estilo dos poetas urbanos da Cia. do Amor."

Confesso que a primeira é mais profunda, mas eu gosto mesmo é da segunda, pois de forma bem divertida e irônica, o pessoal da Cia. do Amor fala na lata o que é necessário e espeta o raciocínio das pessoas com tiradas inteligentes, em meio a um estilo cheio de picardia criativa.

Bem, explicado o lance, vamos ao textos.

* * *


DESPERTAR ESPIRITUAL I

A alma dos homens está inchada de emoções grossas e de paixões turbulentas.

O campo emocional humano está infestado de caminhos perigosos e de devoradores espirituais, que destroçam violentamente os despojos das emoções negativas.

Há muita violência na alma dos homens, e é por isso que o sofrimento os persegue tão continuamente. Quando se fala em pacificar as emoções, as pessoas não entendem, pois as emoções violentas são mais familiares e presentes do que os objetivos da paz espiritual.

É por causa das posturas emocionais ridículas que a humanidade é tão sofrível.

É por causa do coração inchado que as atitudes são tão medíocres.

Os seres luminosos passam os ensinamentos espirituais, mas as pessoas não coadunam com eles e preferem entregar a alma a objetivos torpes e fúteis.

O chamado do ego mascara seus melhores potenciais, levando-as à consecução de realizações tacanhas.

Parece que o ser humano porta uma doença espiritual, mas isso não é verdade.

Dentro de cada um reside o potencial divino puro, só esperando o momento do despertar espiritual.

Aos que estudam os temas espirituais, um alerta:

* Não se chega aos cumes da realização espiritual portando trevas no coração.
* Não se chega às verdades da alma sintonizando a mente em objetivos escusos.
* Não se chega à pura luz com os chacras opacos.
* Não se chega às estrelas com a mochila do medo agarrada às costas.
* E não se firmam no caminho espiritual aqueles que caminham com objetivos levianos.

- Ramatís e Os Iniciados* -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges - Texto extraído do livro "Viagem Espiritual III - Editora Universalista - 1998.)

- Nota:
* Os Iniciados: Grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente. O grupo é composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos. Eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são "iniciados" em fazer o bem sem olhar a quem.
 

DESPERTAR ESPIRITUAL II
(Toques Seqüenciais na Lata, Como Manda o Figurino!)

1. Depois dessa mensagem dos mentores, só resta a vocês uma coisa:
"Comprar uma caixinha de pronto-socorros e tascar um monte de esparadrapos espirituais no coração e na alma."

2. De que adianta ser espiritualista, se as emoções continuam medíocres?

3. O ego gordo quer títulos e reconhecimento.
Mas o vento da vida vai e vem.
Logo aparece a Dona Dor e diz ao ego:
Que não poupa a ninguém!

4. Quem não têm peito,
Quando deita no leito,
Se borra de medo.
É por isso que é projetor sem jeito!

5. Nós explicamos direitinho,
Só não entende quem não quer.
Mas uma coisa nós garantimos:
O Carma aparece quando quer.

6. Têm mais uma coisa:
"Vocês querem transar sem camisinha com o plano espiritual, e isso não é possível. Para transar com a Espiritualidade, só usando a camisinha do discernimento e da boa vontade."

7. Para terminarmos isso, vamos enfatizar uma coisa:
"Há uma regra na natureza das coisas da Terra, que diz: TUDO PASSA!
Isto é, nada é para sempre na vida humana. Esse é o plano da passagem, a casa é em outro lugar. É porque vocês sempre se esquecem disso, que nós somos obrigados a voltar para escrever e chamar a atenção do que vocês já deveriam saber na prática diária.
Portanto, coloquem as antenas espirituais de molho, pois a chance de participar e crescer num trabalho espiritual profundo também pode ser transitória."

P.S.: Não tem mantra no final, só um grande tchau!

- Cia.do Amor - A Turma dos Poetas em Flor*.
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges - São Paulo, 30 de julho de 1997.)

- Nota:
* A Cia. do Amor é um grupo de cronistas, poetas e escritores brasileiros desencarnados que me passam textos e mensagens espirituais há vários anos. Em sua grande maioria, são poetas e muito bem humorados. Segundo eles, os seus escritos são para mostrar que os espíritos não são nuvenzinhas ou luzinhas piscando em um plano espiritual inefável. Eles querem mostrar que continuam sendo pessoas comuns, apenas vivendo em outros planos, sem carregar o corpo denso. Querem que as pessoas encarnadas saibam que não existe apenas vida após a morte, mas, também, muita alegria e amor.
Os seus textos são simples e diretos, buscando o coração do leitor. Para maiores detalhes sobre o trabalho dessa turma maravilhosa, ver o livro "Cia. do Amor - A Turma dos Poetas em Flor" (Edição independente - Wagner Borges), e sua coluna na revista on line do site do IPPB: www.ippb.org.br

 

Imprimir Email