NAS MÃOS DO ANCIÃO DOS DIAS II

- Por Wagner Borges –
 
Olho para a imensidão da tapeçaria sideral e penso no Ancião dos Dias.
Olho para as pessoas e vejo, nelas, Ele.
Olho para os meus amigos, rindo de algo e vejo, neles, Ele, rindo também.
E aí, eu começo a rir e passo a vê-Lo, rindo, junto comigo.
Em cada olhar, Ele!
No brilho do sol, ou na noite enluarada, Ele!
Nas gotinhas de orvalho, ou nas grandes tempestades, Ele!
No topo das grandes árvores, ou no seio da terra, Ele!
No coração do leitor e, também, do escritor, Ele!
Nessas modestas linhas, Ele!
Ele, O Grande Arquiteto Do Universo, a Primeira Luz, o Primeiro Amor...
Ele, O Todo que está em tudo.
 
Paz e Luz.

ImprimirEmail