NAS PÉTALAS DO CORAÇÃO, A LUZ CÓSMICA

- por Wagner Borges -

Certa vez, Ramakrishna estava olhando o pôr do sol e entrou em samadhi.
Quando voltou, ainda com os olhos brilhando, ele disse aos seus discípulos:

“Se apenas um sol, que é uma das inúmeras estrelas criadas pela Mãe Divina, é capaz de tal maravilha e de me fazer entrar em samadhi com esta beleza, imagine, então, a magnitude de todo o poder Dela, que cria todos os sóis!
Se Ela cria as estrelas, o universo e tudo, imagine o que poderá fazer dentro de vocês! E se Ela é capaz de criar luzes como aquelas que brilham na imensidão do espaço, o que dirá do poder que Ela colocou dentro de cada espírito, que é mais do que cada sol.”
E ele, então, ensinou isso: que havia uma Luz dentro de cada coração; que brilhava mais de que um sol... E que dentro dessa Luz existia o poder da Mãe Divina!
O mesmo poder que cria os sóis, que cria os espíritos e que mora dentro do coração... que, quando desperta, pelo amor, pela atenção e pela consciência, ativa esse potencial e se torna um sol! E tudo em volta fica iluminado...
Então, ele dizia que o chacra cardíaco é como um lótus aberto, um botão de flor que se abriu e, no meio da flor, uma Luz semelhante a um sol bem bonito!

P.S.: Um botão de flor que se abre no seu peito, da cor que você desejar e, no meio da flor, um pequeno sol que vai crescendo...
No meio das pétalas, aquela Luz, como um sol!
E as pétalas que se abrem nessa Luz são acariciadas pelas mãos sutis da Mãe Divina.
Oferece essas pétalas a Ela, a favor de todos os seres, e seja feliz.

São Paulo, 18 de abril de 2007.

* Samadhi – do sânscrito – expansão da consciência; estado de consciência cósmica.

* Paramahamsa Ramakrishna: mestre iogue que viveu na Índia do século 19 e que é considerado até hoje um dos maiores mestres espirituais surgidos na terra do Ganges. Para se ter uma idéia de sua influência espiritual, posso citar que grandes mestres da Índia do século 20 se referiram a ele com muito respeito e admiração, dentre eles o Mahatma Ghandi, Paramahamsa Yogananda e Rabindranath Tagore.

* Chacra Cardíaco - é o chacra responsável pela energização do sistema cárdio-respiratório. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. Por isso é o chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Está ligado à glândula timo.
Obs.: Os chacras - do sânscrito - são os centros de força situados no corpo energético e que tem como função principal a absorção de energia - prana, chi - do meio ambiente para o interior do campo energético e do corpo físico. Além disso, servem de ponte energética entre o corpo espiritual e o corpo físico.

ImprimirEmail