OBJETIVOS ESPIRITUALISTAS

- por Wagner Borges - John Blofeld, pesquisador inglês que muito viajou pelo Oriente, é autor de dois livros excepcionais sobre as práticas espiritualistas orientais: "Mantras" e "O Portal da Sabedoria"*. Neste último, ele fez um resumo dos objetivos iogues para o crescimento consciencial dos discípulos. É uma síntese tão bonita da caminhada espiritual, que não resisti à tentação de reproduzi-la aqui em nosso trabalho. Esse texto nada tem a ver diretamente com a projeção da consciência, porém, pode fazer o aspirante a projetor consciente refletir sobre seus próprios objetivos. Portanto, peço ao leitor que observe com atenção o texto abaixo e veja se ele é útil para quem está buscando a projeção consciente.
PORTAL DA SABEDORIA Um aspirante a iniciado, procura: Aprender como erradicar desejos e aversões imoderados; Transmutar - não suprimir - todas as qualidades negativas, como paixões e ilusões; Estimular o fluxo da sabedoria intuitiva; Reconhecer a sacralidade do ambiente cósmico em seu todo, desde o menor inseto ou folha de grama; Banir o demônio do ego e cultivar a compaixão; Caminhar no rumo da plena auto-realização, que conduz à libertação e à iluminação. Essas tarefas envolvem, desde o início: Consciência e cuidado com as próprias ações do corpo, da fala e da mente; O cultivo da calma interior e de um sentido de unidade com o próprio ambiente; A diminuição progressiva de ações e desejos centrados no ego e meditação freqüente para amadurecer a compaixão. Tudo isto deve ser acompanhado pela prática ininterrupta da moderação, da simplicidade, da gentileza e da reverência em relação a tudo o que existe. Gradualmente, essas medidas levarão à obtenção da tranqüilidade interna, que proporciona uma alegria calma, a libertação da ansiedade, a ausência de medo e, oportunamente, momentos reais de êxtase. Ao mesmo tempo, o adepto tornar-se-á cada vez mais reconciliado com a vida, aqui e agora e, assim, avançará, pelo menos um pouco, em direção ao reconhecimento de que o nirvana** não é um estado distante, mas que existe em tudo o que o cerca, sendo perceptível a todos os que tem olhos para ver o que existe sob o domínio das meras aparências. Tais são os primeiros estágios do percurso que conduzem ao gozo da felicidade nesta vida. - Texto extraído do livro "Viagem Espiritual - II" – Wagner Borges – Editora Universalista - 1995.

* Ambos os livros foram publicados no Brasil pela Editora Pensamento. ** Nirvana - do sânscrito – estado de consciência cósmica - expansão da consciência e integração da consciência ao Todo. No Budismo, é o estado de ausência total de sofrimento, de paz e plenitude, a que se chega pela realização da sabedoria.

ImprimirEmail