PENSAMENTO, O ARTÍFICE DO DESTINO

(Os Modos do Pensamento, Segundo as Tradições Espirituais)

Nós somos o que pensamos.
Muito mais do que imaginamos.
Muito mais do que supomos.
Mais ainda do que sentimos.

Se pensarmos melhor, melhor seremos.
Isso é lei básica do pensamento.
A energia segue automaticamente o que pensamos.
Logo, melhora as energias quem pensa melhor.

Quem pensa em melhorar, melhora só de pensar.
O pensamento é o artífice do destino.
Cada pensamento é um sulco na mente,
Por onde correm as energias e os sentimentos.

Cada escolha, modos do pensamento.
Cada ato, escolha do pensamento.
Cada destino, modos de escolha.
Cada um é o que pensa!

Quem pensa, escolhe; Quem semeia, colhe.
Quem planta cerejas, colherá cerejas.
Quem semeia vento, colherá tempestade.
Quem semeia luz, já melhora, só por semear.

Cada ato é pensamento exteriorizado.
Cada palavra é a sonorização do pensamento.
Cada gesto é movimento do pensamento.
Cada energia manifestada, modos do pensamento.

Pensamos, logo existimos.
Ou, melhor, existimos porque pensamos.
Ou, seria mais acertado dizer?:
"Pensamos, logo complicamos!"

O pensamento vai e vem pelos sulcos...
Sua natureza é o movimento.
E esse é o seu tormento: a agitação.
O remédio: a meditação.

* * *

Ao longo dos milênios, os sábios espirituais vêm falando aos povos sobre a necessidade da educação dos pensamentos e emoções. Cada um deles, de acordo com o contexto de sua época e cultura, falou as mesmas verdades.

Alguns deles foram direto ao ensinamento, outros escolheram o caminho das parábolas, e outros mais ensinavam pelo olhar silencioso e a consciência expandida em outros planos invisíveis ao olhar comum.

Seja pelos caminhos iniciáticos do antigo Egito ou da Grécia, ou pelos caminhos iogues ou taoístas, ou ainda, pelos ensinamentos budistas ou sufis, surge sempre a ênfase na educação do pensamento.

Seja ensinado por Jesus ou Buda, Krishna ou Mahavira, Maomé ou Ghandi, o certo é que a melhoria dos pensamentos é um dos fundamentos básicos para qualquer ser humano interessado em progredir na senda espiritual.

Baseado nisso, vamos olhar algumas dicas sobre os modos do pensamento, extraídas de várias fontes espirituais.

Hermetismo: PENSE NA LUZ! SEJA LUZ! O TODO ESTÁ EM TUDO! RÁ!
Cristianismo: PENSE NO BEM DE TODOS! PRATIQUE O AMOR! AMÉM!
Budismo: PENSE NA PAZ! SEJA UM CANAL DE COMPAIXÃO! OM MANI PADME HUM!
Hinduísmo: PENSE NO DIVINO QUE VOCÊ É! OM... OM... OM!
Taoísmo: PENSE NO TAO! SEJA SERENO! DANÇE COM O CHI!
Sufismo: PENSE LEVE! RODOPIE COM A LUZ! FESTEJE A VIDA!
Islamismo: PENSE FIRME NO DIVINO! ELE É LUZ SEM IGUAL!

* * *

Lançando um olhar universalista sobre esses ensinamentos espirituais, nota-se, claramente, que se destaca o toque consciencial de pensar em valores maiores e baseados na LUZ. Talvez o modo do pensamento mais adequado aos nossos esforços seja esse:

PENSAR LUMINOSAMENTE!

É óbvio que é mais fácil falar ou escrever sobre isso, do que praticar e melhorar o clima mental, passo a passo, na prática do viver diário, sempre cheio de coisas para complicar essa boa intenção. Mas, é certo que, mesmo só pensando nisso inicialmente, já melhoramos só de pensar. Pelo menos, é melhor do que nem pensar nisso.

Ou seja, pensar nisso já é LUZ!

(Estes escritos são dedicados a dois sábios cheios de simplicidade, compaixão e bom humor: o Swami Sivananda e o mestre Omraam Mikhael Aïvanhov. Deixo aqui a minha gratidão e admiração por esses dois mestres da consciência. Pensar neles é LUZ!)


PAZ E LUZ!


- Wagner Borges -
Jundiaí, 01 de janeiro de 2005.


P.S.: Enquanto eu escrevia este texto, rolava no som o Cd "Black Moon", da banda britânica de rock progressivo Emerson, Lake and Palmer - Esse é um trabalho de 1992, longe da fase áurea da banda, entre 1970-1975, mas bem sólido e com canções muito bonitas (destaque para a bela balada “Affairs of the Heart”, terceira música do Cd), além da já tradicional viagem instrumental, característica principal da banda.

- Notas explicativas das várias expressões espirituais:
- Rá: No contexto esotérico do antigo Egito, a LUZ.
- Om (do sânscrito): A Vibração do Todo que está em tudo! O Verbo Divino que permeia tudo e todos. O mantra de Brahman, O Absoluto.
- Om Mani Padme Hum (do sânscrito): "Salve a Jóia no Lótus!" - Esse é o mantra da compaixão no contexto do Budismo Tibetano.
- Chi (do chinês): A Força Vital; Energia.
- Tao (do chinês): "O Caminho"; "a essência de tudo"; "O Todo". Na verdade, o TAO não pode ser descrito ou explicado por palavras humanas. Por isso, deixo a cargo do sábio Lao-Tzé uma explicação mais apropriada:
"Há algo natural e perfeito, existente antes de Céu e Terra.
Imóvel e insondável, permanece só e sem modificação.
Está em toda parte e nunca se esgota.
Pode-se considerá-lo a Mãe de tudo.
Não conhecendo seu nome, chamo-o TAO.
Obrigado a dar-lhe um nome, o chamaria Transcendente."
- Lao Tzé - in "Tao Te King" - China, Século VI a.C.
OBS.: Complementando esse texto, posto na seqüência um texto do espírito André Luiz, que apresenta correlações interessantes com esses escritos de agora.


PONDERAÇÕES ESPIRITUAIS

Antes da ação, reflexão.
Antes do sono, oração.
Antes da dor, discernimento.
Antes da agitação, silêncio.
Antes da arrogância, modéstia.
Antes de você mesmo, Deus.

Observe, escute, persevere, trabalhe, estude e siga...
Os seus pensamentos revelam muito de você mesmo.
Os seus sonhos projetam raios.
Os seus passos deixam marcas no mundo.
Os seus atos estão registrados em suas energias.
O seu caminhar nunca é solitário.
Em você, e em todos, antes de qualquer coisa, pense em Deus guiando-lhe na jornada.
Antes de caminhar, estudo, serviço e oração.


- André Luiz -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges - São Paulo, 07 de fevereiro de 2003).

- Nota de Wagner Borges:
Esses escritos foram recebidos durante a palestra pública no IPPB, com cerca de 180 pessoas presentes.
Já fazia muito tempo que eu não via o Dr. André Luiz. Inclusive, dá para notar claramente que ele mudou de nível extrafísico, pois o seu psicossoma (corpo espiritual, corpo astral, perispírito) apresenta-se mais sutilizado e diáfano. No entanto, a minha grande surpresa foi ver ao seu lado, pela primeira vez após ele "descascar" e ir morar "do lado de lá", o querido Francisco Cândido Xavier. Ele acompanhava o Dr. André Luiz de perto, bem tranqüilo. Suas condições extrafísicas são excelentes, e isso pode ser mensurado pela renovação de sua aparência, bem mais nova do que quando ele descascou. Isso é bem característico do bem estar do espírito, e muitos médiuns experientes podem confirmar isso.
O contato espiritual foi muito rápido, e no âmbito de uma palestra, durante a leitura de um texto. Por isso não foi possível uma comunicação direta com ele.
Sei que muitas pessoas duvidarão do fato de eu tê-lo visto, mas isso não é problema meu. O fato é que fiquei muito contente em percebê-lo em ótimas condições espirituais, como já era de se esperar de quem tanto trabalhou em prol da humanidade.
Esclareço aos leitores de que não sigo nenhuma linha espiritual específica, apenas percebo coisas em outros planos, seja pela mediunidade desenvolvida, ou pelas projeções da consciência para fora do corpo e o contato direto com os espíritos.
Às vezes, digo que sou espiritualista, pelo fato de não prender-me a linha espiritual alguma. Mas a verdade é que sou mesmo um ESPÍRITO (e os leitores também).
Sendo um ESPÍRITO, nada mais natural do que vivenciar experiências espirituais, absolutamente normais para quem considera a Espiritualidade não como doutrina, mas como estado íntimo de consciência.
Lembro, ainda, que os espíritos amparadores são apenas pessoas extrafísicas. Não são deuses ou mitos, são apenas "gente legal" que mora em outros planos.
Cada um deles tem seu próprio jeito e expressão, mas são sempre muito legais.
Francisco Cândido Xavier é hoje um desses caras legais que mora "do lado de lá".

ImprimirEmail