PERGAMINHO DE LUZ

(Na Senda dos Iniciados)



Hoje é 2ª feira.

Estou em Jundiaí, no Espaço Origens, onde ainda agora acabei de realizar a primeira aula de um curso sobre temas espirituais. O mesmo trata da correspondência de alguns temas iniciáticos oriundos da sabedoria hermética do antigo Egito, e da sabedoria iogue dos antigos mestres hindus. Ao final da aula, conduzi a turma numa pequena prática de visualização criativa com os chacras.

Como sempre faço o exercício junto com as pessoas, fiquei com a aura da cabeça muito dilatada, bem solta para fora do encaixe com a cabeça física. Nessas condições vibracionais, fico mais para o “lado de lá”, com as percepções parapsíquicas bem aguçadas.

Terminada a prática, corri e fiz um lanche, pois não havia jantado antes. Achei que isso me encaixaria rapidamente, mas que nada! Continuei bem solto e com a mente distante, em outros níveis, além do sentidos convencionais.
Pensei: “vou deitar-me logo, senão relaxo e apago aqui em cima da mesa mesmo.”

Mas daí resolvi ligar o computador e entrar na Internet para ver os meus e-mails diretamente no provedor. Isso porque não gosto de deitar cedo, e ainda eram 23 horas.

Então vim aqui para o escritório da ante-sala do Origens e acessei a Internet. Também liguei o som e coloquei para rolar um Cd maravilhoso da banda holandesa Like Wendy (1).

Li os e-mails rapidamente, meio mecanicamente, ainda bem solto energeticamente.

Em dado instante, fechei os olhos por um momento, e aí, uma intenso clarão espocou dentro do meu chacra frontal. Abri os olhos, e o clarão continuava, até me impedindo de ver direito as coisas no físico. Por isso, fechei os olhos novamente, para ver melhor do “lado de lá”.

A seguir, surgiu a imagem de um papiro egípcio antigo enrolado, bem no centro de minha tela mental interna. O mesmo se abriu, como se controlado por uma inteligência invisível, e eu vi um texto escrito numa língua que não conheço. Não sei como, mas eu entendia cada palavra, como se em espírito eu soubesse como fazer.

Como se uma vontade imperiosa me guiasse secretamente, fui lendo aquilo, ao mesmo tempo em que sabia estar sendo ligado em algo muito profundo e importante espiritualmente.

Por sorte o computador estava ligado, e decidi digitar o que estava lendo. Com os olhos meio abertos, metade aqui, metade lá, fui digitando tudo o que foi possível nessas condições. A transcrição interdimensional disso está logo abaixo.

Curioso: assim que acabei de digitar o texto, voltei ao meu normal. A imagem do papiro sumiu, a aura da cabeça encaixou e eu fiquei na solidão da noite ouvindo música e sem sono algum. No entanto, uma pequena parte de mim ainda está ligada espiritualmente ao “lado de lá”, e sinto as vibrações suaves do grupo de amparadores extrafísicos dos Iniciados permeando o ambiente.

Será que o lance continuará fora do corpo, daqui a pouco, quando eu deitar a carcaça no leito e sair para voar por aí? Espero que sim...

Bom, vamos ao texto.


* * *


“Hordas de brutos tentam tomar de assalto o templo sagrado da Espiritualidade. São estupradores emocionais, que querem arrombar a porta dos arcanos celestes, mas sem possuírem as credenciais de paz e luz em seus anseios violentos. Não possuem os pré-requisitos básicos para as empreitadas na luz superior. São brutais no assédio, mas fracos de espírito por dentro. Almejam o poder, não a sabedoria.

O mundo está cheio dessas hordas de brutos confusos, e o amor passa longe de seus corações. A Grande Luz é generosa, mas conhece os segredos e as intenções de todos. Por isso o acesso aos portais espirituais, que levam aos planos superiores, só é permitido aqueles que apresentarem as condições luminosas compatíveis com os objetivos colimados.

“Quem quer mais luz, que apresente luz em seu serviço e em seus objetivos.”


* * *


Um axioma hermético diz: “Para achar ouro, há que ter um pouco de ouro.”

Isso afirma e revela o processo de transmutação pelo qual o iniciado precisa passar; expressa sua alquimia interior, onde o homem de ferro, submetido ao cadinho das experiências renovadoras, transforma-se no homem dourado de amor.

A riqueza está em seu coração. O brilho mora em seus olhos. O ouro é a luz que carrega, são seus valores espirituais, adquiridos com muito esforço ao longo da senda.

O iniciado foi purgado secretamente. A sua vida não é mais sua, pois ele tornou-se um servidor da Luz Maior. O homem antigo se foi, e surgiu um novo brilho em sua aura.

A luz é dele, e ele é da Luz Universal.

“Para achar ouro, há que ter um pouco de ouro.”

Ou seja, “para achar a Luz Maior, há que ter um pouco de luz em si mesmo.”


* * *


O Grande Hierofante (2) é justo!

Ele sabe quem é servidor da Luz, e quem é servidor do ego inferior.

Ele conhece os meandros da consciência e o intrincado dos labirintos emocionais.

Não há quem possa ludibriá-Lo. Anjos e homens, estrelas e átomos, a todos Ele conhece. Ele é o Senhor da Consciência Cósmica.

Que os iniciados e buscadores espirituais elevem suas consciências até Ele.

Com humildade e real objetivo de crescer, voem nas asas da prece silenciosa e sincera, e fiquem nus, em espírito, diante Daquele que é o Poder Supremo.

Que Ele olhe em seus corações e veja quem é o servidor real que se apresenta.

Só Ele, O Sábio dos sábios, O Ancião dos Dias, Eterna Criança, é que dirá a verdade de cada um, dentro do coração.


* * *


Que os brutos se acautelem! Em seus anseios inferiores está o germe de seus futuros infortúnios. Quanto mais violência e leviandade perpetrados, maior será o seu desgosto nos dias vindouros. Cada ação implica numa reação correspondente na natureza. E esse é um dos sete princípios (3) que governam a vida dos seres. Todo efeito procurará a sua causa correspondente. Quem procura a violência, encontrará a violência!

Que os incautos saibam disso! Os dias se sucedem, as vidas passam, a roda da vida gira, e os efeitos florescerão no devido tempo, sempre à procura de seu causador.

Que os tolos e os brutos riam disso! Enquanto isso, os sábios e os iniciados se calam, pois eles sabem as regras do jogo de viver. E eles sabem que há princípios superiores vigorando invisivelmente no Cosmo e na vida de todos os seres. E, acima deles, O Todo que está em tudo!


* * *


O sábio escuta a lição e a pratica em sua vida. O néscio escuta a lição e debocha dela. E isso é o correto, pois se o néscio não debochasse dela, então não seria a lição.

A lição profunda jamais será compreendida pelas mentes medíocres.

O sábio ri e aplica o princípio superior da lição em sua vida, e voa contente nas asas da consciência liberta. O néscio só debocha e afunda no lodo de sua ignorância.

Que os buscadores sinceros aprendam essa lição!


* * *


Pobres daqueles que rebaixarem os valores espirituais ao nível dos anseios do ego inferior. Investir os potenciais da luz espiritual em objetivos torpes e atitudes mesquinhas é se emaranhar nos intrincados nós das trevas conscienciais. O resultado disso é a formação de faixas trevosas apertando o coração, e a conseqüente entrada na senda da dor.

O iniciado respeita os princípios superiores e pauta seus objetivos e atitudes por eles. Entretanto, os brutos e néscios só sofrem o efeito das leis, rindo primeiro, e gemendo de dor depois, ao longo da fieira reencarnatória obrigatória, que os purgará das peias da ignorância mediante severas provas, que arrefecerão os seus ímpetos levianos, e finalmente os levarão ao despertar da consciência.

Benditos são aqueles que evoluem pela lição!


* * *


No coração do sábio não há espaço para mesquinharias. Ele é rico, pois aprendeu e aplicou a lição. Ele é alegre e simples, generoso e ético, lúcido e pacífico.


Que os buscadores compreendam a lição e a pratiquem.


Paz e Luz.


- Os Iniciados (4) –
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Jundiaí, 12 de dezembro de 2005.)

1. O Cd é o “Summer in Eden” (da Labrador Records – Holanda), da excelente banda holandesa Like Wendy, um dos grupos que vem fazendo um rock progressivo de ótima qualidade na Europa. As músicas 4 e 5 do disco (“Aerosols” e “One Last Breath”) são maravilhosas, lembrando em alguns momentos o estilo da banda inglesa de pop-rock Travis.

2. Hierofante: dentro do contexto das iniciações esotéricas da antiguidade, era o mestre que testava o neófito (calouro) nas provas iniciáticas. Quando se afirma que o Todo (Deus, O Supremo, O Absoluto, O Grande Arquiteto Do Universo) é o Grande Hierofante, é no sentido de que Ele é o Supremo iniciador de todos os seres, pois está em tudo!

3. Sobre os sete princípios herméticos, ver o texto “Orvalho Celeste e Princípios Herméticos” (postado em minha coluna da revista on line de nosso site – www.ippb.org.br)

4. Os Iniciados: grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente. Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

Obs.: Enquanto eu preparava o envio desse texto, lembrei-me de um texto antigo desse maravilhoso grupo de amparadores extrafísicos dos Iniciados. Segue-se o mesmo na seqüência.





=====
SE...
=====


Caro estudante, se, mesmo em meio à incompreensão alheia e à dor, tu prossegues trabalhando, és grande!

Se, mesmo fustigado pelos ventos da maldade, tu perseveras com o coração generoso e a mente aberta, és forte!

Se, mesmo assediado pelas tempestades cármicas, tu segues com paciência e denodo, és luz!

Se, mesmo sob o jugo da dor, tu ainda continuas na trilha da luz, és lúcido!

Se, mesmo espetado pelas farpas das trevas, tu labutas com amor, és pacífico!

Se, mesmo sob ondas revoltas, tu segues com paciência, és iniciado na arte da espiritualidade!

Irmão, se mesmo sob a ação das confusões humanas, tu ainda ergues os olhos ao alto e agradece, és discípulo da verdade eterna!

Estuda, trabalha, discerne, ama, espera e confia... pois nas trilhas espirituais só caminha com dignidade aquele que é forte e generoso, paciente e perseverante.

Segue os passos da paz e do esclarecimento, sem queixas e sem mágoas, com os objetivos maiores sempre à frente.

Segue consciente... pois o Senhor caminha contigo!


- Os Iniciados* -
(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – São Paulo, 19 de junho de 1999).


- Nota:

* Os Iniciados: grupo extrafísico de espíritos orientais que opera nos planos invisíveis do Ocidente, passando as informações espirituais oriundas da sabedoria antiga, adaptadas aos tempos modernos e direcionadas aos estudantes espirituais do presente. Composto por amparadores hindus, chineses, egípcios, tibetanos, japoneses e alguns gregos, eles têm o compromisso de ventilar os antigos valores espirituais do Oriente nos modernos caminhos do Ocidente, fazendo disso uma síntese universalista. Estão ligados aos espíritos da Fraternidade da Cruz e do Triângulo. Segundo eles, são “iniciados” em fazer o bem, sem olhar a quem.

ImprimirEmail