RECUPERANDO O JARDIM...

(Unindo Espírito e Coração – Luz e Amor) - Por Wagner Borges - Quando o orgulho e a teimosia, que são da mente, bloqueiam o coração, tudo fica escuro. Surge um gosto amargo no peito, filho da tristeza. O espírito e o coração não se encontram mais, pois a mente está entre ambos, cortando a união. Então, a fumaça intoxica o jardim interno e as pragas se instalam. A mente não vê, mas as sombras estão ali.
Por fora, tudo parece certo. Mas, por dentro, o jardim está murcho. Contudo, a mente não presta atenção em coisas assim; seus interesses são outros, mesmo ao custo de carregar a tristeza e perder a luz. Realizando, sim, mas sem brilho. Com a mente no comando, pode-se até ganhar o mundo e realizar sonhos. Porém, com as sombras apertando o peito e roubando a luz do espírito. Quando o espírito e o coração não estão juntos, a mente prevalece e as sombras fazem sua morada. A obsessão espiritual é assim: as sombras de fora sempre procuram as de dentro. É por isso que Jesus ensinava: “Orai e vigiai, para não cairdes em tentação!” Esse ensinamento é vital para se fazer a longa travessia das existências seriadas na Terra – com equilíbrio e contentamento. Para viver no mundo e se realizar, mas com a luz no comando do espírito. E com o amor alegrando a jornada e fazendo a aurora surgir nos olhos. Usando a mente, e não sendo usado por ela. Realizando – com brilho. Sem sombras – com amor. Recuperando o jardim... P.S.: Esses escritos são a transcrição do que ouvi espiritualmente de um dos amparadores extrafísicos*, durante um trabalho de irradiação energética a favor da humanidade, realizado aqui em casa, no silêncio do Amor Que Ama Sem Nome.** Paz e Luz. São Paulo, 22 de fevereiro de 2008. - Notas: * Amparadores extrafísicos - entidades extrafísicas e positivas que ajudam o projetor nas suas experiências extracorpóreas; mentores extrafísicos; mestres extrafísicos; companheiros espirituais; protetores astrais; auxiliares invisíveis; guardiões astrais; guias espirituais; benfeitores espirituais. ** Para enriquecer a compreensão dos leitores sobre esses escritos, posto, na seqüência, dois textos pertinentes ao tema ventilado, ambos extraídos do meu livro “Falando de Espiritualidade” – publicado pela Editora Pensamento. ESPANTANDO AS SOMBRAS - Por Wagner Borges - Há sombras sentadas na janela do seu ego. Elas assediam sua mente, drenam suas energias e espetam seus sentimentos. Elas habitam em você mesmo, atraindo, por sintonia, as péssimas vibrações e certas entidades extrafísicas que se aproveitam dos detritos psíquicos deixados por elas em seu viver. Essas sombras são cinco e são muito queridas ao seu ego. Embora você não perceba, elas fazem parte de sua vida íntima mais do que ninguém. Estão tão aderidas à sua psique* que você nem percebe os danos que elas causam em seu ser. Parece até que elas fazem parte de você, mas isso não é verdade. Elas são parasitas de seus melhores potenciais e são elas que detonam seus melhores projetos. Essas cinco sombras que moram em seu ego são a sua miséria interna, a sua pobreza espiritual. Elas são piores do que as doenças físicas e os problemas de relacionamento humano. Elas são o seu pior carma**, pois estão dentro de sua alma, corroendo seus sonhos e suas habilidades. São assaltantes espirituais, verdadeiras espoliadoras de sua luz interna. Sabotam-no por dentro, sem que você note, pois são exímias mestras em camuflagem emocional. Fazem-no pensar que os outros é que são os causadores de seu desequilíbrio interno. Essas sombras machucam e confundem o seu emocional, levando o seu discernimento para o buraco. Quem são essas sombras, afinal? São seus velhos amigos de sempre (acompanham-no há tantas vidas): Arrogância. Egoísmo. Tristeza. Ódio. Falta de espiritualidade. Há quase dois mil anos, Jesus deu a melhor técnica para combater essas sombras: "ORAI E VIGIAI!" Parece que, daquela época para cá, nós ainda não aprendemos isso direito - muito embora vários mestres tenham ensinado a mesma coisa com outras palavras. Talvez os homens de hoje não valorizem bem esse ensinamento de Jesus por considerá-lo muito antigo ou muito envolvido em parâmetros religiosos bolorentos. Baseado nisso, sugiro uma nova abordagem do "ORAI E VIGIAI". É apenas uma tentativa de mostrar essa técnica de outra maneira. Talvez assim os homens de hoje entendam melhor a magnitude desse ensinamento de Jesus. Usando o dinamismo dos tempos modernos, vamos direto à questão: TÉCNICA DE COMBATE ÀS CINCO SOMBRAS DO EGO (Baseada no "ORAI E VIGIAI") MELHORE SEU DISCERNIMENTO: Estude, medite, trabalhe, esforce-se mais espiritualmente. AUMENTE SUA COMPAIXÃO POR TODOS OS SERES: Elimine os preconceitos, de qualquer espécie; não seja radical em coisa alguma, abra a mente, dissolva as melecas emocionais (medo, ciúme, raivinhas, mal entendidos e coisinhas mal resolvidas), liberte-se das culpas e repressões do passado, irradie amor profundo por todos os seres (terrestres, extraterrestres, encarnados, desencarnados, animais, vegetais, minerais, qualquer um em qualquer lugar), amplie a alegria e espiritualize seus sentimentos. TIRE AS CINCO SOMBRAS DE SUA JANELA E COLOQUE NO LUGAR OS TRÊS BONS: Bom senso. Bom estudo. Bom humor. A vida está difícil, mas com as cinco sombras agarradas em seu ego, tudo fica mais pesado. Avalie o que você está lendo aqui e sinta-se à vontade para sorrir e desintoxicar sua vida. FIQUE BEM! P.S.: O fato de ter escrito esse texto não significa que eu já tenha vencido as minhas cinco sombras. Contudo, estou trabalhando e progredindo. Também estou alegre de ser espiritualista, e isso conta muito. (Texto extraído do livro “Falando de Espiritualidade” – Wagner Borges - Editora Pensamento – 2002). - Notas: * Psique – do grego – alma. ** Carma - do sânscrito “Karma” - ação; causa – é a lei universal de causa e efeito - Tudo aquilo que pensamos, sentimos e fazemos são movimentações vibracionais nos planos mental, astral e físico, gerando causas que inexoravelmente apresentam seus efeitos correspondentes no universo interdimensional. Logo, obviamente não há efeito sem causa, e os efeitos procuram naturalmente as suas causas correspondentes. A isso os antigos hindus chamaram de carma. O RECADO DO SOL - Por Wagner Borges - O capturador de mau humor surgiu diante da pessoa amargurada e lhe disse: Venho trazer-lhe um recado do Sol: "Alma querida, dissolva os venenosos gases da raiva que estão envolvendo seu fígado, estômago e coração. Liberte-se das emoções pegajosas de outrora. Conscientize-se do momento presente e das amplas possibilidades de crescimento que se apresentam. O passado se foi e o futuro a espera. Mas o presente está aqui e o brilho é agora! E você está bem no centro desse momento. Basta visualizar meu brilho em seus olhos e, mesmo nas trevas profundas, você perceberá a vida pulsando e a esperança chamando para novos tempos. Deixe de lado os temores e pense em mim como a luz de seus propósitos e o calor de seus sentimentos. Renove seu brilho, minha amiga, e expulse as sombras de seu coração. Encha de novas cores seus pensamentos e abra novas rotas no mapa de sua existência. Eu a saúdo!" O capturador de mau humor terminou de dar o recado do sol e transformou-se em pura luz. De sua irradiação surgiu uma onda de energia rosa, amor puro que interpenetrou o peito daquela pessoa e libertou seu coração. Então, ela percebeu que as ondas cinzentas do passado estavam bloqueando a sua percepção das cores do presente. Seus olhos brilharam e ela sorriu, livre das dores do passado e do peso da mágoa. O capturador de mau humor, pura-luz-sorriso, flutuou à sua frente e disse-lhe, ternamente: “O maior presente que o sol dá as pessoas é o próprio momento presente, em que elas podem corrigir os desequilíbrios e seguir em frente, sempre evoluindo, rumo à luz espiritual.” Logo a seguir, ele voou de volta para o Sol, pois sua missão estava cumprida. (Este texto é dedicado ao mestre Omraam Mikhael Aivanhov*, um grande capturador de mau humor e amante do Sol). (Texto extraído do livro “Falando de Espiritualidade” – Wagner Borges - Editora Pensamento – 2002). - Nota: * Omraam Mikael Aivanhov (1900-1986): mestre espiritualista búlgaro, que morou a maior parte de sua vida na França, onde fundou a Fraternidade Branca Universal - www.fbu.org (não confundir com a Fraternidade Branca do Himalaia, dos mestres, que se situa em planos sutis). É um dos mentores espirituais dos trabalhos do IPPB. Mais informações sobre o seu trabalho podem ser conseguidas em nosso site - www.ippb.org.br - Basta entrar na seção de busca por palavras do site e clicar o seu nome. Daí surgirão diversos textos dele postados em várias seções do site, e aí é só mergulhar em seus escritos e se fartar de ler textos excelentes e cheios de sabedoria espiritual e humana. Obs.: Na seção de Amparadores extrafísicos, há uma coluna específica do Mestre Aivanhov (do lado esquerdo, bem no final da página principal do site)

ImprimirEmail