VIAGEM ESPIRITUAL COM A GENTE DAS ESTRELAS

(Toques do Vento do Espírito, Para Quem Quer se Tocar!)

Você chegou, mas eu não o vi.
Minha mente vagava longe na noite...
Pacientemente você esperou eu me tocar
De que o seu toque sutil estava aqui.
Então, olhei o céu escuro e nublado da cidade,
E pensei em como seria bom escrever algo legal.
Daí, senti o seu toque no ar.
E algo desceu e tocou essas linhas, por minhas mãos:
“Na noite da grande metrópole, onde os homens dormem sob os céus nublados de suas ilusões, sopra o vento do espírito. Suas correntes portam mensagens invisíveis.
Na calada da noite, as vozes espirituais chegam onde devem chegar.
O mistério quer se expressar entre os homens... O Grande Espírito o enviou.
Sua mensagem é clara, pelo menos para quem está realmente DESPERTO:

‘Olhe além das nuvens e da noite, acima, na abóbada sideral.
Ali, os seres brilhantes estão chamando os homens para o vôo do espírito.
Singrando os mares estelares, nas naves-pensamento, eles vêem outras coisas.
Olham para os corpos dos homens, mas vêem o que se passa em seus espíritos.
Não chamam os homens de terrestres, mas de irmãos!
Não trazem doutrina alguma nas naves, nem milagres ou maldições.
Sua religião é o AMOR.
Para eles, todas as formas de vida são sagradas, naturalmente.
Não são deuses nem demônios, são apenas gente estelar, irmãos da gente...
Eles não querem a adoração dos homens, querem o seu DESPERTAR!
Por isso, eles dizem, lá de cima: ‘venham voar com a gente’.
E alguns vão mesmo, somente em espírito, enquanto o corpo ronca na cama.
E com essa gente de outros orbes, irmãos da gente, eles aprenderão outras canções.”

* * *

Você chegou, esperou, deu o toque, e eu me toquei.
Daí, escrevi essas linhas para tocar os outros.
Enquanto isso, lá em cima, a gente estelar toca os caras no vôo, em espírito.
E eu me toco de que é hora de deitar o corpo no leito, para também tocar essa gente,
A daqui e a das estrelas, em espírito, tocado por você.
No toque com eles, com você e comigo mesmo, me toquei de um toque maior:
O TOQUE DE DEUS!
E o toque interpenetrante do Todo está em tudo!

P.S.: Amparador espiritual anônimo, muito obrigado pelo seu toque, aqui na calada da madrugada. Vou deixar a carcaça roncando aqui na cama e decolarei DESPERTO, em espírito, para aprender os toques e canções daquela gente estelar lá em cima.
Essa mesma gente legal, que sempre me chama de irmão e me trata como igual, pois, dizem eles, somos filhos do mesmo Todo que está em tudo!
E depois, quem sabe, trago as canções e toques aqui para baixo, para tocar os que ainda dormem, sem toque algum de DESPERTAR...
Oxalá, que esses toques sejam justos e de acordo com o discernimento.
E que as canções sejam de Paz e Luz.

(Essas linhas são dedicadas ao meu amigo Luiz Medeiros, e ao casal Emília e Vítor Hugo França, espíritos leais que o Supremo enviou como meus companheiros incondicionais na senda espiritual e humana.)

- Wagner Borges – Sujeito com qualidades e defeitos, carioca radicado em São Paulo, 43 anos de “encadernação”, pai da Helena e da Maria Luz, neófito da vida, que sempre diz para a namorada que quem ronca é só o seu corpo vazio, e que, enquanto isso, ele mesmo está lá em cima, em espírito, aprendendo novos toques e canções com a galera das estrelas, que é legal também, como a gente mesmo.

 

ImprimirEmail