Perceber a centelha divina em cada ser

Pensamento do dia 13 de dezembro de 2014.

Perceber a centelha divina em cada ser

"Um Mestre espiritual não se interessa muito em saber como são os seres. O que ele se esforça em ver, são as divindades que os seres, um dia, se tornarão. Cada vez em que ele os encontra, pensa na centelha divina profundamente escondida neles, e espera o momento em que eles, finalmente, lhe darão a possibilidade de se manifestar. Essa é a expressão mais elevada do amor: saber se ligar à centelha divina presente em cada criatura para alimentá-la e fortalecê-la. Como seriam diferentes as relações entre os seres humanos se estes, encontrando-se, pudessem pensar que o homem ou a mulher que têm à sua frente é o depositário de uma centelha saída do fogo divino! É preciso procurar essa centelha até mesmo em um criminoso para tentar reacendê-la. Nem sempre isto é possível, mas deve-se tentar pelo menos. Nem sempre se sabe porque alguns seres se deixaram arrastar por uma tendência ruim, e nem se sabe o que, um dia, poderá curar e reacender, de repente, a centelha neles. É por isso que nunca se deve fazer um juízo definitivo sobre alguém."

Omraam Mikhaël Aïvanhov


Esse texto é recebido da Edizioni Prosveta em italiano, e traduzido para o português (do Brasil), com o objetivo de difundir as mensagens do Mestre Omraam Mikhaël Aïvanhov.

Imprimir