MÃE, A DEUSA, HOJE...

Ergo-me para a vida.
Ergo-me para o cosmos.
Ergo-me para o todo.
Ergo-me para o infinito.
Ergo-me para a Mãe Universal.
Olho em torno de mim e percebo o Universo perfeito, vejo a vida, e vivo.
Vivo intensamente, participando.
Percebo que sou uma partícula infinitamente pequena que compõe esta engrenagem , que é a Vida.
Portanto, existo.
Existo. Sou ser, sou mulher, sou mãe.
Mãe?
Envergo-me.
Envergo-me para mim mesma
Meus pólos se encontram.
Giro em torno de mim
Transformo-me em uma grande espiral.
Sou vórtice em grande velocidade.
Necessito acompanhar...
Transformo-me em energia do Ser.
Sou átomo, que fez átomo.
Sou Ser que gerou ser.
Sou energia constante.
Sou força , giro em torno de mim mesma.
Acompanho as mutações.
Divido esta energia com outras partículas geradas do meu ser.
Nesta mesma engrenagem multiplico minhas vibrações.
Sou luz.
Volto a erguer-me.
E nesta engrenagem divina percebo que vivo, que todos vivemos, que sou repartida neste sistema, que sou dupla e múltipla.
Sou mãe.
Ergo-me.
Procuro o equilíbrio na polaridade do ser.
Começo tudo de novo .
Ergo-me para a vida.
Sou Mãe.

Devoção e fé, bênçãos de Gaia!

- Graça Azevedo / Senhora Telucama -
(Suma Sacerdotisa do Templo Casa Telucama)

“O universo é meu caminho; o amor, a minha lei; a paz, o meu abrigo. A experiência, a minha escola; a dificuldade, o meu estímulo; o obstáculo, a minha lição; a Sabedoria, meu objetivo; a compreensão, minha benção; o equilíbrio, minha atitude; a perfeição, minha meta; a plenitude, meu destino.”

Imprimir